Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > IPO DO TWITTER

Microblog tem desafio de convencer investidores

17/09/2013 na edição 764
Tradução de Larriza Thurler, edição de Leticia Nunes. Informações de Peter Eavis [“With Facebook’s Tumultuous I.P.O. in Mind, Twitter Tries to Value Its Shares”, The New YorkTimes, 13/9/2013] e de Nick Bilton e Vindu Goel [“The Payday at Twitter Many Were Waiting For”, The New York Times, 13/9/2013].

Quanto vale o Twitter? A rede social tem mais de 200 milhões de usuários ativos (o Brasil é o segundo maior país em número de usuários) e desempenhou um papel central nos protestos contra diversos regimes no Oriente Médio. No entanto, na medida em que dá entrada no processo de sua aguardada oferta inicial de ações (IPO, sigla em inglês), um valor mais tangível é fundamental para atrair investidores.

A princípio, especula-se que o Twitter tenha poucos problemas para convencer compradores a adquirir ações. No entanto, após o IPO decepcionante e tumultuado do Facebook no ano passado, ficou difícil fazer previsões – até as ofertas mais esperadas podem ter um mau desempenho. As ações do Twitter devem ser lançadas na Bolsa de Valores no início de 2014.

Há um aspecto do IPO do Twitter que pode prejudicar a habilidade de investidores em determinar o preço correto pela empresa. O Twitter está tirando vantagem de uma lei aprovada no ano passado que permite que ele mantenha seus dados financeiros confidenciais até três semanas antes de suas ações serem negociadas. O Facebook divulgou declarações financeiras três meses e meio antes de sua oferta de ações, em maio de 2012. Isso deu aos investidores mais tempo para pesar as perspectivas do Facebook antes de investir nele.

Lucros à vista

Um dos dados divulgados pelo Twitter, oferecido a anunciantes da rede, é a expectativa de receita – este ano, espera-se que seja de US$ 600 milhões, segundo projeções internas e da empresa de pesquisa eMarketer. Investidores estão usando esse dado como ponto inicial para se chegar a um valor. Atualmente, por exemplo, o valor total das ações do Facebook no mercado de ações é de 15 vezes a receita que analistas esperam que a empresa tenha esse ano. Se for aplicada essa fórmula ao Twitter, ele deve valer US$ 9 bilhões. No entanto, trata-se de uma estimativa imperfeita, pois exclui custos.

Kevin Landis, diretor de investimentos da Firsthand Funds, que comprou ações do Twitter no mercado privado, está otimista sobre a empresa. Para ele, o Twitter tem vantagens em relação ao Facebook, como estratégia já existente para aparelhos móveis e o fato de ser uma empresa mais jovem. A rede social permite, ainda, que empresas interajam rapidamente com tendências. Além disso, é possível fazer campanhas coincidindo com eventos importantes na TV. No entanto, a restrição de 140 caracteres nas mensagens do microblog não agrada a todos.

O IPO do Twitter não vai ser tão grande quanto o do Facebook, de US$ 16 bilhões, mas Evan Williams, que co-fundou o Twitter em 2007 e é seu principal acionista, certamente se tornará bilionário. Além disso, alguns poucos que acreditaram na rede social nos seus primórdios e investiram nela ficarão milionários.

Em março, o Twitter disse que estava oferecendo ações a seus funcionários no valor de US$ 17, segundo a empresa VC Experts. Esse preço significa que a empresa valeria mais do que a avaliação de US$ 8 bilhões que fez quando estava levantando dinheiro em 2011. Desde então, partes interessadas queriam pagar até US$ 30 por ação em transações privadas.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem