Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > LIBERDADE DE IMPRENSA

Reino Unido e EUA em baixa no ranking da Freedom House

06/05/2014 na edição 797
Tradução: Pedro Nabuco, edição de Leticia Nunes. Informações de Leila Haddou e Ewen MacAskill [“UK slips down global press freedom list due to Snowden leaks response”, The Guardian, 1/5/14]

A organização americana Freedom House divulgou na semana passada seu ranking global de liberdade de imprensa. De acordo com a organização, o Freedom of the Press 2014 mostra que a liberdade de imprensa atingiu o nível mais baixo da última década. Boa parte da culpa é atribuída a medidas tomadas em países como Egito, Líbia, Turquia e Ucrânia, assim como a ações contra jornalistas que reportaram assuntos de segurança nacional tanto nos EUA como no Reino Unido. Dos 197 países que fazem parte do ranking, 63 foram considerados livres, 68, parcialmente livres, e 66, não livres.

O Reino Unido caiu da 31ª posição para a 36ª. O relatório atribuiu a queda do Reino Unido principalmente às medidas adotadas pelo governo contra o jornal The Guardian diante das revelações de documentos vazados pelo ex-analista da NSA Edward Snowden. Ao revelar informações secretas sobre o programa de vigilância antiterrorismo do governo americano, o Guardian foi ameaçado com ações legais caso não destruísse os discos rígidos contendo material vazado por Snowden. O brasileiro David Miranda, companheiro do jornalista Glenn Greenwald, um dos autores das matérias sobre o esquema de espionagem, chegou a ser detido no aeroporto de Heathrow com base em uma lei antiterrorismo quando transportava arquivos criptografados.

Declínio global

De acordo com a diretora do ranking, Karin Karlekar, ocorreram declínios na liberdade de imprensa num nível global, principalmente devido aos esforços de governos para controlar a mensagem e punir o mensageiro. “Um declínio significativo ocorreu na Turquia, que caiu para a categoria de país não livre, assim como na Grécia, Montenegro e no Reino Unido”, disse ela.

Os EUA também caíram no ranking, em parte devido aos esforços do governo para impedir repórteres de cobrir assuntos relacionados à segurança nacional.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem