Pesquisa indica que confiança dos americanos diminuiu | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº999
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > MÍDIA EM BAIXA

Pesquisa indica que confiança dos americanos diminuiu

23/06/2014 na edição 804
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Sam Kirkland [“Gallup poll: American confidence in the news media keeps getting lower”, Poynter, 19/6/2014], Katherine Fung [“People Found A Way To Hate The Media Even More Than They Did Before”, The Huffington Post, 19/6/2014] e Andrew Dugan [“Americans’ Confidence in News Media Remains Low”, Gallup, 19/6/2014]

Uma pesquisa conduzida pelo Instituto Gallup mostrou que a confiança dos norte-americanos em alguns nichos da mídia está cada vez menor. A pesquisa foi realizada por telefone entre os dias 5 e 8 de junho; foram entrevistados 1.027 norte-americanos com idade a partir de 18 anos, em todos os 50 estados dos EUA e no Distrito de Columbia. A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais.

Os cidadão escolhidos aleatoriamente foram questionados sobre sua confiança em 17 grupos: instituições militares, pequenas empresas, polícia, organizações religiosas/igreja, sistema de saúde, médicos, Surprema Corte, Presidência, escolas públicas, bancos, sistema judiciário, jornais, sindicatos, grandes empresas, notícias na internet, noticiário televisivo e Congresso.

O índice de confiança nos noticiários televisivos e nas notícias recebidas via internet se mostrou um dos mais baixos do ranking. A instituição que mereceu o menor índice de confiança dentre todas foi o Congresso.

O desafio maior

A porcentagem de americanos que confiam “muito ou bastante” em jornais ou noticiários de TV caiu de 23% em 2013 para 22% e 18%, respectivamente, em 2014. O percentual de confiança em notícias veiculadas na internet foi de 19% (em comparação a 21% desde a última pesquisa na qual esta pergunta foi feita, em 1999).

Para se ter uma ideia do impacto, em 1979 a confiança nos jornais impressos era de 51%. Já a confiança nos noticiários da TV em 1993 – quando o Gallup apresentou esta pergunta pela primeira vez – foi de 46%.

É certo que a imprensa mudou dramaticamente desde que o Gallup começou a medir a confiança do público em veículos de comunicação. A circulação de jornais tem encolhido cada vez mais; a veiculação de notícias pela internet – meio consideravelmente novo – hoje é o principal modo de consumo de informação. O Centro Annenberg, da Universidade do Sul da Califórnia, estima, por exemplo, que dentro de cinco anos os jornais impressos deixarão de existir.

A pesquisa do Gallup sugere, no entanto, que o desafio maior não parece ser apenas manter a audiência ou sobrevivência de um veículo, mas também sua credibilidade perante o público.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem