Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

MONITOR DA IMPRENSA > INOVAÇÃO DIGITAL

Filho do ‘publisher’ do ‘NYT’ nomeado editor estratégico

22/07/2014 na edição 808
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Chris O'Shea [“NY Times Names Arthur Gregg Sulzberger Editor for Strategy”, Media Bistro, 14/7/14]; e de Catherine Taibi [“New York Times Names Arthur Gregg Sulzberger As Senior Editor For Strategy”, The Huffington Post, 14/7/14]

No início deste ano, o New York Times produziu um “relatório de inovação“, originalmente direcionado aos principais executivos do jornal. O documento de 96 páginas – preparado por uma comissão liderada pelo editor Arthur Gregg Sulzberger, filho do publisher do Times, Arthur Ochs Sulzberger Jr. – tinha como objetivo realizar uma avaliação sincera da transformação digital do Times, a fim de modernizar o diário e evitar a queda em sua receita. Em maio, o conteúdo do relatório foi vazado na internet.

À época, o jornalista Peter Lauria alertou em artigo publicado no BuzzFeed que o relatório envolvia mais do que a estruturação do jornal: era também uma jogada política para a ascensão de Arthur Gregg Sulzberger. “Tipicamente, relatórios internos como este são exercícios de futilidade, comissionados com intuito cosmético e rapidamente postos de lado antes que suas descobertas colem”, escreveu. “Este, entretanto, aparece como o contrário disso, dando a clara impressão de que irá fornecer o DNA digital que Sulzberger tentará estampar na organização quando estiver pronto para ocupar o posto que Baquet [Dean Baquet, editor-executivo do NYT] está aquecendo para ele”.

Lauria parece ter acertado em cheio, visto que, na semana passada [14/7], Baquet anunciou que Sulzberger iria se tornar o novo editor-estratégico sênior do jornal. Em um memorando, Baquet afirmou que Sulzberger reportará diretamente a ele, e que seu papel será “buscar agressivamente as tendências e desenvolvimentos do ramo, passando pela forma como as pessoas leem o NYT, nesta alternância entre a edição digital e a impressa, até a maneira mais ‘timesiana’ de encontrar e preparar um público novo e maior”.

O editor-executivo disse também que o relatório de inovação foi recebido como uma peça de pensamento estratégico importante para que o NYT pudesse “tomar seu destino nas próprias mãos e atrair mais leitores”.

Mudanças estruturais estratégicas

Arthur Gregg Sulzberger entrou na equipe do jornalão em 2009, depois de deixar seu posto como repórter no jornal The Oregonian. No NYT, ele escreveu para o blog City Room e se concentrou na cobertura da Suprema Corte americana. Posteriormente, chefiou o preparo do dito relatório de inovação para avaliar a estratégia digital do diário, indicando as principais áreas carentes de melhoria. Sulzberger tem sido apontado como um potencial sucessor de seu pai, e o anúncio sobre seu novo cargo foi visto com naturalidade na redação.

De acordo com Baquet, a promoção de Sulzberger chega durante uma onda de mudanças estruturais e de pessoal no jornal, iniciadas logo depois que o próprio Baquet substituiu a ex-editora-executiva Jill Abramson em maio deste ano.

O NYT também anunciou recentemente que acrescentaria editores adjuntos em cada uma de suas principais editorias a fim de “melhorar seu produto digital”. Nas palavras de Baquet, Sulzberger será um dos responsáveis para que tal proposta se torne realidade.

Leia também

Relatório do ‘NYT’ expõe falhas na transição para o digital

Jornalista critica ‘Relatório de Inovação’ do ‘NYT’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem