Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

MONITOR DA IMPRENSA > PROJETO COPA DO MUNDO

Google faz experimento para ‘viralizar’ resultados de buscas

22/07/2014 na edição 808
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Aarti Shahani [“In Google Newsroom, Brazil Defeat Is Not A Headline”, National Public Radio, 9/7/14]

Uma pesquisa no Google a respeito da fatídica partida Brasil x Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo, certamente irá encontrar resultados que utilizem as palavras “humilhação”, “derrota” e “vexame”. (Para quem esteve em Marte nas últimas semanas: a Seleção brasileira foi goleada por 7 a 1). Mas nesta mesma pesquisa poderão ser encontrados resultados positivos. Quem decide que lado dos resultados destacar é o próprio Google.

Nesta Copa do Mundo de 2014, a empresa criou um experimento, batizado de “Google World Cup Newsroom Project”, que tinha como objetivo transformar em virais nas redes sociais os termos mais populares em suas buscas.

Funcionou da seguinte forma: durante cada partida da Copa, a equipe de pesquisa em São Francisco, Califórnia, investigava os bancos de dados para ver o que as pessoas estavam procurando; em seguida, eram escolhidas frases-chave para transformá-las em “notícias” – no primeiro jogo da Copa, entre Brasil e Croácia, por exemplo, a pesquisa “como fazer pipoca doce” dobrou de número. Curiosidades como esta eram traduzidas para nove idiomas, incluindo o português, e em seguida designers da equipe criavam um desenho para acompanhar as frases num quadro de destaque. A partir daí, formadores de opinião escolhidos pelo Google deveriam fazer a curiosidade circular, a fim de aumentar seu alcance além de sua rede social interna. Veja aqui os resultados do projeto traduzidos para o português.

Conteúdo sob medida

Na semifinal entre Brasil e Alemanha, houve um aumento de 18% nas buscas pela frase “Mostra tua força, Brasil” – título da música do comercial do banco Itaú – no início da partida. No entanto, logo depois de a Seleção alemã fazer o quinto gol do jogo, o termo “vergonha” passou a liderar as buscas no Google.

Luciana Meinking Guimarães, brasileira responsável pelas traduções para o português do “Google World Cup Newsroom Project”, listou os 50 termos mais buscados no Brasil e encontrou resultados como “Que vergonha, Brasil”, “Estou com vergonha de ser brasileiro”, bem como a palavra “vergonha” acompanhada pelos nomes dos jogadores da Seleção.

Já na Alemanha, a frase mais buscada indicou um perfil muito menos passional: “Qual é o maior placar alcançado numa vitória em Copa do Mundo?”

As buscas da Alemanha acabaram sendo o mote do dia no projeto. Mas por que não focar na derrota brasileira?

De acordo com o produtor Sam Clohesy, não havia necessidade de “esfregar sal na ferida dos brasileiros”. Ele justificou também que uma chamada negativa sobre o Brasil não necessariamente teria destaque nas redes sociais, já que as pessoas tendem a publicar sempre o melhor de si na internet.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem