Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > CTRL+C CTRL+V

Editor de política do BuzzFeed demitido por plágio

29/07/2014 na edição 809
Tradução e edição: Leticia Nunes. Informações de Benjamin Mullin [“BuzzFeed fires Benny Johnson for plagiarism”, Poynter, 26/7/2014] e de Ravi Somaiya [“BuzzFeed Politics Writer Is Fired Over Plagiarism”, The New York Times, 26/7/2014]

O BuzzFeed demitiu seu editor de política viral ao descobrir 41 exemplos de plágio – em “frases copiadas palavra por palavra de outros sites” – entre 500 textos assinados por ele. Benny Johnson, de 28 anos, trabalhava no site desde o início de 2013 e era autor das listas do BuzzFeed sobre política.

Segundo o editor-chefe, Ben Smith, os exemplos de cópia começaram a ser indicados por usuários do Twitter. A princípio, Smith apoiou Johnson contra as acusações, mas, após uma breve revisão dos textos e listas escritos por ele, viu que realmente se tratava de um caso de plágio em série. “Benny é um amigo, colega e, em seu melhor, uma força criativa, mas não tivemos opção a não ser dispensá-lo”.

 

 

Após o anúncio da demissão, Johnson postou um pedido de desculpas no Twitter: “Aos autores que não foram creditados apropriadamente, e a qualquer um que tenha lido meus textos, peço desculpas sinceras”. Como na internet nada se esquece, internautas lembraram que o editor havia criticado, em um post recente no microblog, a prática de plágio, acusando outro site de copiar um de seus artigos. “Repita comigo. Copiar e colar o trabalho de outra pessoa é chamado ‘plágio’”.

Smith publicou uma nota aos leitores sobre a demissão de Johnson. Ele afirmou que todos os exemplos de plágio foram corrigidos e os textos atingidos receberam uma nota do editor. O editor-chefe prometeu ainda que a equipe será mais cuidadosa e vigilante no futuro para merecer a confiança do público. “O BuzzFeed teve início há sete anos como um laboratório de conteúdo. Nossos redatores não tinham formação jornalística e não se guiavam pelos padrões tradicionais do jornalismo, porque não fazíamos jornalismo. Mas isso começou a mudar muito tempo atrás. Hoje, somos um dos maiores sites de notícias e entretenimento na internet. […] Temos mais reponsabilidade do que nunca de fazer as coisas da maneira certa, continuar a elevar nossos padrões e melhorar”, escreveu.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem