Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > i100

Projeto do ‘Independent’ quer inovar consumo de conteúdo online

05/08/2014 na edição 810
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Chris Ip [“With launch of i100, viral sites continue to spread“, Columbia Journalism Review, 30/7/2014]; de Paul McNally [“Why The Independent launched the new user-focused i100“, Journalism.co.uk, 17/7/2014]; e de Oliver Duff [“iEditor’s Letter: Introducing i100“, The Independent, 18/7/2014]

O jornal britânico The Independent, junto com sua publicação irmã, i, lançou um novo projeto de notícias online que pretende se diferenciar de tudo que já existe na internet. O i100 replica o material original das versões impressa e online do Independent e do i, porém reformula o conteúdo, deixando-o em formato digitalmente amigável, com gráficos interativos, mapas, fotos e listas.

Há também forte estímulo para que os leitores interajam. Eles são incentivados a compartilhar as reportagens em redes sociais e podem votar nos artigos que mais gostarem, mudando assim a ordem em que as manchetes são apresentadas na página.

Nada de impresso digitalizado

De acordo com o editor Oliver Duff, responsável pelo i, a ideia nasceu assim que assumiu a redação da versão mais concisa do Independent, em junho de 2014. Em reunião com o diretor Andy Mullins e o editor digital Christian Broughton, eles tentaram responder à seguinte pergunta: como se tornar digital sem necessariamente replicar o conteúdo do jornal impresso?

A ideia era criar uma nova plataforma sem copiar o formato familiar de tantos outros sites de notícias. “Não espere encontrar notícias longas, espaço para comentar artigos, mosaicos e características familiares ou o resumo abrangente que o i fornece todas as manhãs”, disse Duff.

Rolagem infinita

Na versão para desktop, os artigos são organizados numa lista de 1 a 100 em um menu do lado esquerdo da página; a ordem de exibição é baseada num algoritmo, que inclui a data de publicação do artigo e a quantidade de votos recebidos pelos internautas. Já no lado direito há várias chamadas que levam a reportagens de destaque.

O site também utiliza o recurso de rolagem infinita; ou seja: quando um leitor chega ao fim de uma reportagem, a próxima da lista aparece automaticamente logo abaixo.

Mais do mesmo

Apesar de ser apresentada como inovadora, a ideia não foi vista como original por todo mundo. Em artigo para o site da Columbia Journalism Review, o jornalista Chris Ip afirmou que o i100 parece um tanto familiar e comparou o sistema de votação àquele já adotado pelo Reddit; também disse que o formato de conteúdo com “potencial para viralizar” já é algo feito pelo BuzzFeed.

Ip diz, no entanto, que o i100 se diferencia por não pertencer a uma start up audaciosa, mas, sim, a um jornal diário tradicional, e ele considera isso bom. Ele frisou que é difícil prever se a ousadia do Independent vai funcionar, e lembrou que sites que começaram seguindo a tendência do “formato viral” estão agora indo em direção oposta, tentando agregar seriedade à suas marcas. O próprio BuzzFeed contratou uma equipe de jornalismo investigativo, removeu artigos com pobreza de fontes de sua página e resolveu revisar seu rigor editorial (o resultado disso acabou sendo público: um dos editores, Benny Johnson, foi demitido por plágio).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem