Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Jennifer Lawrence condena vazamento de fotos íntimas

14/10/2014 na edição 820

A atriz americana Jennifer Lawrence se pronunciou, na edição de novembro da revista Vanity Fair, sobre o vazamento de suas fotos íntimas, roubadas de sua conta do Apple iCloud e publicadas por crackers no site 4chan juntamente a imagens de outras celebridades – todas nuas. (Ao contrário dos hackers, que criam e modificam hardwares e softwares de computadores, os crackers são pessoas que quebram um sistema de segurança na rede.)

Em entrevista à Vanity Fair, Jennifer – que tem 24 anos e já ganhou um Oscar – classificou o roubo de fotografias como “crime sexual” e foi veemente ao dizer que o fato de ela ser uma figura pública não significa que pediu por tal exposição. “A lei precisa ser modificada, e nós precisamos mudar. É por isso que esses sites são responsáveis??”, afirmou. “Qualquer um que viu as fotos está perpetuando um delito sexual”.

O tratamento concedido ao vazamento das imagens demonstra que as autoridades têm estado mais atentas a esse tipo de crime. Em 2007, quando Vanessa Hudgens, estrela do filme adolescente High School Musical, dos estúdios Disney, foi vítima de um vazamento de fotos íntimas, a então jovem de 18 anos emitiu um comunicado envergonhado e arrependido; um porta-voz do Disney Channel chegou a classificar as fotos como uma “decisão equivocada” da atriz e acrescentou de forma nada lisonjeira: “Esperamos que Vanessa tenha aprendido uma lição valiosa”.

Em 2011, quando um cracker entrou no e-mail da atriz Scarlett Johansson e vazou duas fotografias dela nua, Scarlett minimizou o incidente e se limitou a declarar: “Conheço meus melhores ângulos”. (Após investigações do FBI, no ano seguinte, o responsável pelo vazamento das fotos foi identificado e condenado a 10 anos de prisão).

Sem pedido de desculpas

Talvez o caso de Jennifer Lawrence tenha atraído muito mais atenção por ter envolvido uma grande invasão a um sistema de armazenamento de dados utilizado mundialmente – o iCloud – e o vazamento de uma enorme quantidade de imagens de diversas mulheres famosas. O ponto principal é que o caso está sendo visto sob outro prisma. A própria Jennifer optou por assumir uma postura mais panfletária diante do episódio; ela disse que escolheu se pronunciar por temer que sua passividade influenciasse outras mulheres que venham a passar pelo mesmo constrangimento, a ponto de estas acharem que esse tipo de incidente não é um problema. “Comecei a escrever um pedido de desculpas, mas eu não tenho nada pelo qual me desculpar”, explicou.

A atriz também culpou os tabloides por terem prolongado a vida da história muito após o vazamento das imagens e por alimentarem uma indústria cultural indesejada. Ela dirigiu-se diretamente aos jornalistas em uma de suas declarações: “Vocês têm uma escolha. Vocês não precisam espalhar negatividade e mentiras para ganhar a vida. Vocês podem fazer algo de bom. Vocês podem ser bons. Vamos fazer essa escolha e… sermos melhores”.

O FBI investiga a origem do vazamento das fotos. Tim Cook, presidente-executivo da Apple, já declarou que o iCloud vai adotar um novo sistema de segurança.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem