Cartunista denuncia repressão de presidente da Turquia | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > PROTESTO NO TWITTER

Cartunista denuncia repressão de presidente da Turquia

28/10/2014 na edição 822
Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de James Walsh [“ErdoganCaricature: cartoonists hit back at Turkish leader's clampdown”, The Guardian, 23/10/14] e Milana Knezevic [“Erdogan cartoons: how artists responded to case against a Turkish colleague”, Index on Censorship, 24/10/14]

O cartunista e escritor britânico Martin Rowson tem incentivado seus seguidores no Twitter a desenhar caricaturas do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, numa tentativa de aumentar a conscientização sobre a repressão a cartunistas que satirizam o líder. A atitude é uma retaliação à perseguição ao cartunista turco Musa Kart – que foi processado por “insultos a Erdogan” após publicar uma charge do chefe de estado; a promotoria chegou a pedir nove anos de prisão para o cartunista. Kart foi absolvido, mas a imagem do presidente ficou arranhada diante do episódio.

Para reforçar o pedido, Rowson postou uma caricatura do presidente e incitou seus seguidores a fazerem o mesmo “caso fosse seguro”. “Cartunistas ao redor do mundo devem tuitar suas caricaturas de Erdogan para lhe ensinar um pouco de humildade perante Deus e nós cartunistas”, escreveu. “Caso contrário, ele pode nos passar a impressão muito forte de que é um déspota narcisista prosaico”.

 

 

Bastiões da liberdade

A irritação de Erdogan com os cartunistas não é recente: em 2005, ele exigiu uma indenização da revista satírica Penguen após ter sua imagem retratada na figura de animais em diversas charges. O próprio Musa Kart foi processado (com sucesso) em 2005 por desenhar o presidente na figura de um gato.

“Muitas vezes, os cartunistas são o último bastião da liberdade de expressão em regimes repressivos, e são igualmente valorizados por relatar a verdade tal como ela é; isso também ocorre nas sociedades democráticas”, diz Patricia Bargh, da CRNI – Cartoonists Rights Network International (Rede Internacional de Direitos dos Cartunistas). “Alguns consideram que seu trabalho é de tanto valor, se não mais, quanto o de jornalistas; e muitos são respeitados pela coragem e capacidade de dizer o que os outros não podem, ou temem fazer”, afirma ela.

Rowson teve resposta imediata e vários internautas postaram seus desenhos junto à hashtag #ErdoganCartoon, zombando e criticando o presidente e seu estilo político.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem