Segunda-feira, 21 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº987
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > AFEGANISTÃO

Jornal sofre represália por coluna crítica ao Islã

28/10/2014 na edição 822
Tradução: Pedro Nabuco, edição de Leticia Nunes. Informações de Sune Engel Rasmussen [“Afghan newspaper’s ‘blasphemy’ causes protests after rebuking Isis and Islam”, The Guardian, 24/10/14]

Um jornal afegão provocou uma série de protestos no país após publicar uma coluna crítica ao Estado Islâmico, ao Talibã e ao Islã. No artigo publicado na editoria de opinião do Afghanistan Express, o jornalista AJ Ahwar criticou os muçulmanos por não se manifestarem contra as ações do Estado Islâmico e do Talibã. AJ Ahwar também criticou o Islã por não aceitar outras religiões e minorias como os homossexuais e os Hazaras, uma minoria xiita do Afeganistão. O colunista foi acusado de blasfêmia ao concluir que os humanos são mais importantes que Deus.

Em Cabul, cerca de 500 manifestantes se reuniram em frente à mesquita de Edi Gah para exigir que o governo punisse o jornal. Em um comunicado divulgado dias após a coluna, o Afghanistan Express alegou que o artigo de opinião foi publicado por engano devido a um “erro técnico”. Porém, mesmo após a admissão de erro, os manifestantes continuaram pedindo punição para os responsáveis.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem