Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > GUERRA DA INFORMAÇÃO

A leitura obrigatória de Donald Rumsfeld

20/04/2004 na edição 273

Todo dia pela manhã, o secretário de Defesa americano, Donald Rumsfeld, lê um relatório no carro, enquanto vai ao trabalho. O documento não contém, no entanto, informações militares confidenciais. Trata-se do Current News Early Bird, uma seleção das principais notícias de defesa que saíram naquele dia em diversas publicações de todo o mundo. Os quatro funcionários do Pentágono que o produzem examinam desde o New York Times, passando pelo Daily Telegraph britânico, até periódicos obscuros como Inside Missile Defense. Com os EUA combatendo no Iraque e no Afeganistão, tornou-se indispensável para muita gente em Washington.

A leitura do Bird, como é chamado, ao menos em teoria, é restrita a militares. O acesso ao sítio em que é publicado é controlado por senha. Ainda assim, muitas pessoas que não deveriam lê-lo, como jornalistas, por exemplo, têm conseguido cópias. Embora muitos órgãos do governo americano façam clipping, nenhum é considerado tão completo dentro de sua especificidade quanto o Bird. Segundo The Wall Street Journal [13/4/04], ultimamente, alguns funcionários do Pentágono não têm gostado do fato de o boletim reproduzir material negativo sobre a invasão do Iraque. Por causa disso, ele já não traz mais matérias das revistas semanais e já teve um texto censurado.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem