Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

A mídia na tragédia

11/01/2005 na edição 311

As empresas de mídia começaram abrir os cofres para ajudar na reconstrução das regiões atingidas pela tsunami. Rupert Murdoch, dono da News Corporation, doou US$ 1 milhão e promete dar US$ 1 para cada dólar doado por seus funcionários. A britânica ITV anunciou que fará, em breve, uma contribuição ‘significativa’. Nos EUA, a Walt Disney abriu um fundo, em parceria com a Cruz Vermelha, com a doação inicial de US$ 1 milhão. A Time Warner e a AOL doaram, cada, US$ 200 mil. E a General Electric, proprietária da NBC Universal, contribuiu com US$ 1 milhão para a Cruz Vermelha e US$ 100 mil para o Unicef. A NBC vai promover especial com celebridades para arrecadar fundos entre os telespectadores. Informações de John Plunkett [The Guardian, 4/1/05].

Imprensa dos EUA mobiliza esforços

Os jornais americanos também têm mobilizado funcionários e leitores. Grupos como Gannet e Tribune, com 13 diários, lançaram campanhas de equiparação do valor doado por suas equipes. Na edição de 6/1 do New York Daily News, a manchete anunciava que os leitores haviam contribuído com mais de US$ 100 mil em apenas um dia para a campanha organizada pelo jornal. Informações de Joe Strupp [Editor & Publisher, 6/1/04].

Pepsi cancela propaganda

A PepsiCo International decidiu cancelar o lançamento de um anúncio publicitário estrelado por David Beckham por causa do desastre. Na propaganda, o jogador de futebol aparecia surfando. A companhia de refrigerantes doou um milhão de libras ao fundo de ajuda às vítimas da tragédia. Informações de Stephen Brook [The Guardian, 5/1/05].

BBC suspende dois programas

A BBC decidiu suspender a exibição de um dos programas mais caros de sua história. O docudrama Supervolcano, que custou 2,8 milhões de libras, simula uma gigantesca erupção vulcânica no parque de Yellowstone, nos EUA, que resultaria em 500 mil mortes, mudança drástica do clima global e fome mundial. Programado para ir ao ar na BBC 1 no fim de janeiro, o programa estava sendo anunciado como ‘uma história verdadeira – só não aconteceu ainda’. O documentário End Day, que investiga ‘cinco possíveis cenários para o apocalipse’, apresentando num deles uma ‘gigantesca tsunami atingindo Nova York’, também teve transmissão suspensa na BBC 3. Informações de John Plunkett [The Guardian, 5/1/04].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem