Terça-feira, 16 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

A realidade superou a ficção

Por Guga D´Almeida em 30/11/2010 na edição 618

O título deste artigo é uma frase da apresentadora Ana Paula Araújo, do RJ TV, diante das comparações entre o filme Tropa de Elite e os ataques no Rio de Janeiro. Meu tema é a cobertura especial da edição da quinta-feira, 25 de novembro, do Jornal Hoje. Na escalada, além de informações atualizadas dos confrontos cariocas, Evaristo Costa prometia:

‘…e o Jornal Hoje vai te ajudar a quitar suas dívidas.’

Dei um pulo da cadeira. Fui correndo pegar o número do meu cartão para passar o número da conta e as faturas vencidas. Eu sabia que minhas preces seriam ouvidas e alguém me ajudaria a sair do buraco. Entretanto, a matéria não foi exibida. Ainda bem. Poxa, o assunto do momento são as operações na Cidade Maravilhosa.

O telejornal mobilizou a equipe que estava de prontidão no RJ TV. Sandra Annenberg acionou Ana Paula, nos estúdios do Rio. Um especialista em segurança, conhecedor das ações da polícia militar fluminense, contribuiu para reduzir os ‘achismos’ típicos deste tipo de cobertura. Era Ana quem chamava os repórteres André Luiz Azevedo (leia-se, 30 anos de TV Globo), por terra, e Tatiana Nascimento (aqui, 10 anos de casa), do Globocop. Perfeita integração São Paulo-Rio.

As dívidas e a depilação masculina

A importância do fato e os bons registros de imagens ao vivo fizeram o Jornal Hoje dobrar de tamanho. O telejornal ganhou mais meia hora, ou seja, uma hora inteira no ar abordando apenas o caso. Liderança em São Paulo e briga ponto-a-ponto com a Record no Rio de Janeiro. Todavia, o importante é exatamente esta sensibilidade da notícia. Não era mesmo o momento de cortar para o André Marques com o Video Show, com todo respeito a ele e seus fãs. Era a notícia se impondo em tempo real.

O que importam os confrontos nas Coreias se existe uma guerra na porta da casa de milhares de brasileiros? Dos zooms das câmeras dos helicópteros, foi possível perceber cariocas se recolhendo em casa, ruas vazias e o ambiente de tensão. Cobertura de saldo positivo que me faz relevar a leve ansiedade de Sandra e uma voz, talvez do piloto, vazando no ar. Faz parte.

Mas, amanhã, se os fatos permitirem, quero assistir à matéria sobre como quitar as dívidas e a da depilação masculina. Ambas foram anunciadas e deixadas no limbo, com razão. Mas poderia ter sido dito que não houve tempo. Mudanças de percurso acontecem.

******

Jornalista, Porto Alegre, RS

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem