Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Agentes perseguem fontes do NYT

08/02/2005 na edição 315

O Serviço de Inteligência de Bangladesh foi convocado para encontrar as pessoas que concederam entrevista e informação para matéria da edição de 23/1 do New York Times, sobre o crescimento do fundamentalismo islâmico no país. A reportagem, assinada por Eliza Griswold, tem o título ‘A próxima revolução islâmica?’. Durante a produção e apuração da matéria, em novembro, Eliza e a fotógrafa que trabalhou com ela foram seguidas por agentes de informação. As duas disseram ao Comitê de Proteção dos Jornalistas [2/2/05] que temem pela segurança de suas fontes.

As buscas se estendem ao jornalista Saleem Samad, que não trabalhou na reportagem do NYT, mas contribuiu para outras matérias sobre o tema no passado. Dois agentes visitaram a família de Samad em Dacca para descobrir o paradeiro do jornalista. Atual repórter do Time Asia, Samad mora no Canadá desde o ano passado. Ele contou ao CPJ que teme pela segurança de sua mulher e filho, que ainda vivem em Bangladesh. Em 2002, Samad foi preso por dois meses e torturado por trabalhar num documentário britânico.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem