Americanos fartos da campanha, revela pesquisa | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > ELEIÇÕES NOS EUA

Americanos fartos da campanha, revela pesquisa

06/05/2008 na edição 484

Metade do público americano (51%) acredita que as empresas de mídia oferecem ‘muita cobertura à campanha presidencial’, revelou pesquisa realizada recentemente pelo Pew Research Center. Em janeiro, apenas 36% acreditavam que a mídia dedicava atenção exagerada à disputa eleitoral.

Durante as primárias da Pensilvânia, na semana passada, metade de toda a cobertura da imprensa dos EUA focou na campanha, mesmo com apenas 25% do público dizendo estar interessado no assunto. Ao menos 54% informaram que gostariam que as organizações de mídia dedicassem mais espaço à escassez global de comida. Este tema, no entanto, ocupou apenas 3% das notícias, comparado a 44% das relacionadas à campanha política.

Cobertura equilibrada, porém superficial

Em relação ao tom da cobertura, para a maioria dos entrevistados, houve equilíbrio entre os dois candidatos democratas – Hillary Clinton e Barack Obama. Em uma outra pesquisa da parceria CBS News/New York Times divulgada na semana passada, Obama ainda é visto como um dos políticos que recebem tratamento ‘leve’ da imprensa: um em cada três eleitores alegam que a mídia foi mais dura com Hillary do que com os outros concorrentes.

Um dos pontos criticados foi a superficialidade dos temas abordados na cobertura presidencial. Muitos eleitores gostariam que não fossem discutidas trivialidades, mas sim assuntos que possam interferir no futuro do país. Charles Gibson e George Stephanopoulos, moderadores do debate entre os pré-candidatos democratas realizado pela ABC News no dia 16/4, foram extremamente criticados por terem perdido tempo com fofocas. A pesquisa da Pew foi realizada de 24 a 28/4, através da análise da cobertura da mídia e de entrevistas com 1.004 americanos adultos. Informações de Charlotte Raab [AFP, 2/5/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem