Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > HAITI

Americanos libertados após resgate

04/01/2006 na edição 362

Dois jornalistas americanos que haviam sido seqüestrados foram soltos no fim de semana passado no Haiti, depois que amigos e familiares pagaram o valor do resgate, informa Alfred de Montesquiou [Associated Press, 1/1/06]. ‘Estou muito feliz de estar livre. Foram os piores quatro dias de minha vida’, revelou o radialista Alain Maximilien. ‘Estou extremamente aliviado por ambos termos sido libertados’, afirmou o documentarista freelancer Frank Eaton.


Na quarta-feira (28/12), homens armados seqüestraram os dois em um subúrbio da capital, e os levaram para uma favela nos arredores de Porto Príncipe. Eaton declarou que o incidente não vai impedir que ele volte ao país para cobrir a situação atual do Haiti. Maximilien – cujo pai é haitiano e a mãe, americana – tem um programa de músicas e entrevistas em uma rádio local.


Os dois foram soltos depois que uma quantia de US$ 40 mil foi paga, junto com 10 pares de tênis e um aparelho de rádio. Foram necessários três dias para as negociações. Os jornalistas contaram que não foram agredidos fisicamente, mas foram ameaçados de morte.


Uma onda de seqüestros atingiu a parte mais pobre do país, com o surgimento de diversas gangues criminosas, depois da rebelião que tirou o presidente Jean-Bertrand Aristide do poder, em fevereiro de 2004.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem