Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > CHINA

Anúncios vulgares são proibidos em rádio e TV

28/09/2007 na edição 452

O Partido Comunista da China proibiu propagandas de conteúdo ‘vulgar’ ou ‘insinuante’ em transmissões de rádio e TV no país, noticia Richard Trombly [Reuters, 25/9/07]. As novas regras fazem parte de um esforço para associar a imagem do partido à de protetor da moralidade sexual, às vésperas do 17º Congresso do Partido Comunista, que acontece no mês que vem.


A Administração Estatal de Rádio, Filme e Televisão (AERFT) afirmou esta semana que comerciais com linguagem ou comportamento sexual, como remédios relacionados a um melhor desempenho sexual, ou ainda com mulheres vestidas de forma indecente, como nas propagandas de lingerie, são ‘prejudiciais à sociedade’. ‘Anúncios sugestivos ao sexo não apenas confundem os telespectadores, como também corrompem a sociedade e são moralmente depravadores. Eles desacreditam a indústria de rádio e TV’, disse a AERFT, em declaração. No mês passado, o órgão proibiu um programa de calouros, semelhante ao Ídolos ou American Idol. Desde 5/9, foram punidas emissoras de 18 programas de rádio que debateram temas sexuais.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem