Domingo, 16 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

AOL detecta queda no volume de spam

04/01/2005 na edição 310

A AOL, o maior provedor de internet do mundo, notou queda no número de e-mails indesejados, o chamado spam, enviados aos assinantes de seu serviço de correio eletrônico. A média de e-mails enviados a assinantes da AOL em novembro de 2003 era de 2,1 bilhões por dia. Em novembro de 2004, este número caiu para 1,6 milhão. Segundo a companhia, quase toda a queda foi no spam.

O porta-voz da AOL, Nicholas Graham, atribuiu esse declínio ao fato de os spammers, que enviam as mensagens automaticamente a listas de endereços eletrônicos, terem notado que seus e-mails não passam pelos filtros do provedor. Outra possibilidade é a de que eles estejam mais prudentes, pois hoje sabem que podem enfrentar processos judiciais. O receio vem do exemplo de Jeremy Jaynes, um dos maiores distribuidores de spam do mundo, que foi condenado a nove anos de cadeia no primeiro julgamento por crime de spam.

O número de reclamações contra spam caiu 75% no mesmo período. Deve-se levar em conta, porém, que houve uma queda de dois milhões de assinantes entre 2003 e 2004. Segundo Anick Jesdanun [AP, 27/12/04], a Postini Inc., companhia que fornece filtros de e-mails para mais de quatro mil provedores, afirmou que os spams estão migrando para os provedores pequenos, onde há menos defesa. Segundo Andrew Lochart, diretor de marketing da empresa, o envio de spam corresponde a cerca de 75% de todas as mensagens que passam mensalmente por seu sistema.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem