Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1041
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Apesar de prejuízo, grupo se mostra otimista com assinatura digital

Por lgarcia em 22/07/2011 na edição 651

Esta semana, o grupo de mídia The New York Times divulgou um balanço do primeiro semestre de 2011. Apesar de prejuízo na conta total, o grupo mostrou-se otimista com os números de seu sistema de assinatura online, lançado em março. Em quatro meses, quase 250 mil pessoas compraram assinaturas de edições digitais do jornal, em um claro sinal, considera a New York Times Company, de que a estratégia online está funcionando.

Desde o lançamento do modelo de cobrança para acesso a conteúdo na web, o jornal registrou 224 mil novos assinantes, além dos outros 57 mil que pagam para receber o NYTimes em leitores eletrônicos como o Nook, da Barnes & Noble, e o Kindle, da Amazon.

Longo prazo

Com o término das taxas promocionais de lançamento e à medida que mais clientes começam a pagar o preço completo da assinatura online (a partir de US$ 15 por mês), a New York Times Company espera ampliar sua receita. “O modelo de assinatura digital é um esforço de longo prazo e seu impacto completo na receita será mais evidente ao longo do ano, na medida em que progredimos nos primeiros estágios do plano”, afirmou executiva-chefe Janet Robinson.

Segundo Janet, as assinaturas digitais fornecerão ao grupo “uma nova fonte de receita significativa na segunda metade do ano”. O anúncio otimista foi feito no mesmo dia em que a empresa divulgou prejuízo líquido de US$ 119,7 milhões no segundo trimestre. A receita caiu 2,2%, para US$ 576,7 milhões, em parte por conta do declínio na publicidade. Informações de Jeremy W. Peters [New York Times, 21/7/11].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem