Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > AFEGANISTÃO

Após seis dias, jornalistas são libertados

18/12/2009 na edição 568


Um correspondente estrangeiro que trabalha para o jornal inglês The Guardian e dois jornalistas afegãos que estavam em cativeiro por seis dias no Afeganistão foram soltos nesta quarta-feira (16/12). O iraquiano Ghaith Abdul-Ahad e seus dois colegas foram capturados na semana passada por um grupo armado na província de Kunar, uma região montanhosa na fronteira do Paquistão. A identidade dos dois jornalistas afegãos não será divulgada por questões de segurança.


O grupo planejava entrevistar a milícia na região que é uma das mais perigosas do país. Em declaração, o Guardian disse que um plano de emergência foi colocado em prática, assim que o jornal ficou sabendo da situação. ‘Estamos felizes que os três reféns foram soltos. O sequestro reforça os perigos pelos quais passam jornalistas em diversas partes do mundo’, afirmou Alan Rusbridger, editor-chefe do Guardian.


Os três estavam exaustos, porém bem humorados. Eles passaram a maior parte dos seis dias movimentando-se de um lugar para outro, em temperaturas frias e na neve, sobrevivendo a sopa, chá e pão. O sequestro não havia sido divulgado anteriormente para protegê-los. Informações da BBC News [16/12/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem