Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Após um século, Monitor deixa de ser diário

29/10/2008 na edição 509

O jornal americano Christian Science Monitor anunciou esta semana que, depois de 100 anos de história, não será mais publicado diariamente. A partir de abril de 2009, o jornal concentrará as notícias em seu sítio na internet; continuará, entretanto, a ser publicado em papel, aos domingos. Segundo o editor John Yemma, o novo modelo permitirá que o Monitor mantenha suas oito sucursais internacionais e ainda economize dinheiro.


Para Yemma, este é o tipo de decisão que terá que ser tomada pela maioria dos jornais nos próximos cinco anos. O Monitor é o primeiro jornal americano de circulação nacional a frear suas operações impressas para combater a crise financeira que atinge inúmeras empresas jornalísticas.


Independência


O jornal é financiado, em parte, pela Igreja da Ciência Cristã em Boston, e vem enfrentando quedas nas vendas e na receita, nos últimos anos. A circulação, este ano, chegou a 56 mil exemplares – em 1970, era de 223 mil. O encerramento das edições diárias deverá economizar ao jornal mais de US$ 8 milhões até 2013; ainda assim, alguns empregos deverão ser eliminados.


‘O cálculo é de que as assinaturas, que custam cerca de US$ 210 por ano, pagam por metade do custo do jornal, e o resto é subsidiado pela igreja’, diz Yemma. ‘Esta é uma situação inaceitável, que não incentiva a independência editorial. Queremos mudar para um modelo sustentável’. Hoje, o sítio do Monitor tem aproximadamente cinco milhões de visitantes únicos mensais. Segundo o editor, a página se pagaria com o aumento de visitantes para 25 milhões por mês. Informações de Jemima Kiss [Guardian.co.uk, 29/10/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem