Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > BUSH HOUSE

BBC faz última transmissão em lendário prédio londrino

Por lgarcia em 17/07/2012 na edição 703

Tradução: Larriza Thurler (edição de Leticia Nunes)

 

A Bush House, lar do Serviço Mundial da BBC na área central de Londres desde 1941, chegou ao fim, após 71 anos de existência. O diretor-geral da BBC, Mark Thompson, elogiou a “benigna Torre de Babel” que, em seu auge, transmitiu em 45 idiomas em todo o mundo.

A última transmissão, na semana passada, foi um boletim de notícias lido por Iain Purdon, ao meio dia, seguido por uma declaração especial de Thompson, que elogiou todos os que “fizeram da Bush House um guia da verdade e objetividade em um mundo conturbado”.

Os 28 serviços em outros idiomas ainda existentes seriam levados para um escritório recém-reformado em Oxford Circus. Os móveis serão leiloados. Depois da retirada da BBC, o prédio será reformado por seus donos japoneses e abrigará escritórios.

Símbolo de amizade

Construída sob o comando do industrial americano Irving T Bush, o prédio em estilo neoclássico foi aberto em 1925 a um custo de R$ 6,45 milhões. Em seu pórtico, há duas estátuas simbolizando o Reino Unido e os EUA, com a frase “dedicado à amizade dos povos falantes de inglês”.

A Bush House foi cenário do famoso telefonema do general Charles de Gaulle para pedir pela resistência à ocupação nazista, em junho de 1940. George Orwell trabalhou lá, para o Serviço Oriental, durante a guerra. Em 1978, o jornalista do serviço em búlgaro Georgi Markov foi morto por um dardo com ricina lançado por um guarda-chuva em seu caminho para o trabalho, em um dos acidentes mais notórios de Londres. Informações de Dan Sabbagh [The Guardian, 12/7/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem