Domingo, 13 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1058
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

BBC quer mulheres maduras na telinha

29/09/2009 na edição 557

Para contornar acusações de preconceito com idade, a BBC planeja ter mais mulheres acima de 50 anos como apresentadoras. O diretor geral da rede pública britânica, Mark Thompson, ligou para diretores de todos os setores da companhia para analisar a necessidade da contratação de apresentadores que representem de maneira mais ampla os telespectadores.

A veterana jornalista e apresentadora Joan Bakewell, nomeada pelo governo como a ‘voz dos idosos’, afirmou ter comparecido a algumas reuniões que Thompson teve com Helen Boaden, diretora da divisão de notícias da BBC, e contou que todos os presentes concordaram que a ausência de mulheres mais velhas na televisão é uma questão a ser respondida. Segundo Joan, enquanto os cabelos brancos são uma ameaça ao trabalho das mulheres, não causam o mesmo efeito nos homens, já que âncoras e apresentadores acima de 50 anos são comuns na TV britânica.

Uma fonte da BBC confirmou à revista especializada Broadcast que o tema tem sido bastante discutido na rede e que os diretores se comprometeram a analisar seus setores. No início do mês, a apresentadora do programa de jornalismo investigativo Watchdog, Anne Robinson, afirmou que a televisão é sexista e tem preconceito com idade. ‘Há várias jovens bonitas sem muito talento aparecendo na TV’, disse. ‘Sou bastante pragmática. Se houvesse uma adorável loira com peitões e pernas compridas com a minha experiência, eu estaria desempregada’. Anne tem 65 anos. Informações de John Plunkett [Guardian.co.uk, 24/9/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem