Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > REINO UNIDO

BBC defende-se de acusações de merchandising

31/10/2005 na edição 353

A BBC afastou produtores independentes que foram acusados de fazer merchandising ou product placement (quando há a inserção de produtos no conteúdo dos programas) na programação da emissora, mas admitiu que há ‘excesso no destaque de produtos’ na rede – quando a câmera prolonga-se por um tempo em uma marca particular ou em um produto.

A prática de receber dinheiro por merchandising é ilegal nas emissoras britânicas. Em setembro, dois jornalistas do Sunday Times passaram-se por empresários e gravaram uma conversa com o produtor independente John Stroud, do programa The Hairy Bikers Cookbook, na qual negociavam o merchandising de uma cerveja fictícia em troca dos custos de passagem e hospedagem da equipe no México em janeiro. De acordo com as normas de conduta da emissora, ‘não pode haver merchandising nos programas’ e o caso foi investigado. Os programas Spooks e Murphy´s Law também foram mencionados no artigo, acusados de praticar merchandising.

Em declaração, a BBC afirmou que estava ‘fortemente segura’ de que nenhum produtor independente havia aceitado pagamento em troca da divulgação de produtos no ar, depois de serem assistidas centenas de horas da programação. A emissora também afirmou que ‘um produtor independente não foi sensato ao negociar merchandising com um repórter disfarçado’, mas não encontrou evidências de o que merchandising havia realmente acontecido e afirmou que, na conversa gravada, o produtor apontou as regras da emissora e, em um encontro posterior, deixou claro que não aceitaria a proposta.

Em todos os casos nos quais o Sunday Times alegou que produtos foram mostrados nos programas, a investigação concluiu que estavam dentro das regras da BBC, que permitem que alguns produtos apareçam em dramas como acessórios usados na vida cotidiana dos personagens, sem o recebimento de dinheiro. No entanto, admitiu que houve alguns casos em que o grande destaque recebido pelos produtos não foi ‘não justificado editorialmente’.

A diretora de televisão da BBC, Jana Bennett, que pediu a investigação, avisou que a vigilância constante é necessária e pediu aos produtores independentes que aumentem a atenção em relação à exibição de produtos nos programas. ‘Eu aceito a recomendação da investigação de que os programas precisam começar imediatamente a assegurar uma atenção maior às regras da BBC sobre merchandising’, afirmou ela. Informações de John Plunkett [The Guardian, 24/10/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem