Domingo, 22 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Berlusconi critica de jornal de esquerda e TV estatal

11/08/2009 na edição 550

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, criticou na segunda-feira [10/9] a emissora estatal RAI, acusando o canal de sempre ter sido contrário a ele. Segundo o premiê, é ‘inaceitável’ que uma TV estatal critique o governo. Berlusconi aproveitou para repreender o jornal de esquerda La Repubblica, que costuma dar destaque aos escândalos sexuais que envolveram – e ainda envolvem – o político nos últimos anos. O jornal tem publicado narrativas apimentadas de mulheres que já participaram das festas do primeiro-ministro e uma lista diária de ’10 perguntas desconfortáveis’ direcionadas a ele.


Segundo o líder de oposição de centro-esquerda Dario Franceschini, as críticas de Berlusconi à RAI são a mais recente ‘prova da intenção dele de usar sua força econômica e o poder governamental para intimidar qualquer voz livre’. A família do premiê é dona de um verdadeiro império de mídia italiano,o Mediaset. Além disso, o político tem maioria no Parlamento – responsável por indicar os membros do conselho da RAI. Críticos alegam que Berlusconi tem, assim, um poder absurdo sobre os meios de comunicação do país.


Irritado com o aumento de notícias sobre seus escândalos sexuais, o primeiro-ministro resolveu criticar a emissora estatal. O presidente do conselho da RAI divulgou uma declaração, posteriormente, afirmando que é função de seus jornalistas apurar ‘todas as notícias’. Diante das críticas da oposição, Berlusconi declarou que a esquerda deveria estar feliz, já que ele havia afirmado que a TV estatal não deveria criticar ninguém da esfera política, seja do governo ou da oposição. Informações de Deepa Babington [Reuters, 10/8/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem