Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > HOLLINGER

Black processado por desvio de dinheiro

23/11/2004 na edição 304

A Securities and Exchange Comission, autoridade securitária americana, entrou com ação no estado de Illinois acusando o bilionário canadense Conrad Black e seu ex-vice, David Radler, de desviarem US$ 85 milhões da Hollinger International entre 1999 e 2001. Segundo a Reuters [15/11/04], a SEC pretende impedir que Black possa dirigir outra empresa de capital aberto.

Ele saiu da presidência da Hollinger – companhia que publica o Chicago Sun-Times, entre outros títulos – por pressão dos acionistas, após ser acusado de desviar dinheiro da empresa. A SEC também quer que Black perca seu direito majoritário de voto na companhia. Sua fatia seria administrada por algum representante. O processo veio pouco tempo depois da conclusão de um relatório investigativo de 500 páginas preparado por um comitê independente em que o ex-presidente da Hollinger International é acusado de embolsar, junto com seus comparsas, mais de US$ 400 milhões da companhia.

Como noticia a AP [16/11/04], a Hollinger acaba de vender mais um de seus jornais, o israelense Jerusalem Post, que havia sido comprado pelo grupo entre 1989 e 1990. O grupo israelense Mirkaei Tikshoret, em parceria com o canadense CanWest, arrematou o diário por US$ 13,2 milhões, bem menos que os US$ 21,5 milhões pagos pela Hollinger. Após a saída de Black do cargo de CEO, o grupo tem se desfeito de seu patrimônio, reduzido agora ao Chicago Sun-Times e diversos jornais locais. Em julho, The Daily Telegraph, de Londres, já havia sido vendido por US$ 1,2 bilhão.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem