Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1059
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Blog da Casa Branca chama apresentador de mentiroso

02/10/2009 na edição 557


É incomum que o blog oficial da Casa Branca critique uma organização de mídia, mas a emissora conservadora Fox News conseguiu tirar o governo do sério. O alvo foi o apresentador Glenn Beck. Com o título ‘Mentiras’, o diretor de programas online da Casa Branca, Jesse Lee, detonou várias alegações feitas por Beck ao criticar os esforços do presidente Barack Obama para que Chicago fosse escolhida como cidade-sede das Olimpíadas de 2016.


A relação entre a Fox News e a Casa Branca não é das mais amigáveis. A administração de Obama vê a emissora com um pé atrás e, recentemente, o apresentador Chris Wallace criticou o presidente por ele ter dado entrevista para os programas dominicais de cinco grandes emissoras, ignorando a Fox News.


Em seu post, Lee mencionou as referências feitas por Beck às perdas que Vancouver teve ao sediar as Olimpíadas. Na realidade, a cidade canadense só hospedará os Jogos Olímpicos de Inverno em 2010; Beck, na realidade, queria citar as Olimpíadas de Inverno realizadas em Calgary, em 1988. No entanto, Lee não cogitou tocar em um ponto crucial levantado pelo apresentador da Fox News – que o evento pode representar sim perdas econômicas para a cidade-sede.


O blog também refutou uma afirmação feita por um convidado do programa de Beck sobre Valerie Jarrett, assessora de Obama, ter participado de um telefonema polêmico, em agosto, para tentar recrutar artistas para promover as políticas do presidente. A Casa Branca negou a participação de Valerie, mas falhou ao não revelar que um de seus secretários esteve envolvido na polêmica.


Ao final do post, Lee forneceu um link para o PolitiFact, site vencedor do Pulitzer que revelou serem falsas as acusações de que o diretor político da Casa Branca, Patrick Gaspard, tinha ligações com a Acorn, organização comunitária que promove ações antipobreza e está agora sob investigação. ‘O grau de dureza – chamar algo de mentira – é bem interessante. Algumas vezes um presidente perde a calma, mas frequentemente se arrepende depois’, avaliou Stephen Hess, membro sênior emérito do Instituto Brookings, que foi consultor, conselheiro e redator de discursos de diversos presidentes, desde Dwight Eisenhower. Informações de Michael Calderone, do Politico [30/9/09], e de Jim Kuhnhenn [AP, 1/10/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem