Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Blogueiro é libertado na Malásia

11/11/2008 na edição 511

O blogueiro de oposição Raja Petra Kamaruddin, de 58 anos, foi libertado no fim da semana passada, depois de críticas de organizações em defesa dos direitos humanos. Kamaruddin foi preso em setembro sob o Ato de Segurança Interna da Malásia, que permite detenção sem julgamento por tempo indeterminado. Ele era suspeito de ameaçar a segurança do país por insultar o Islã – a Malásia é uma nação muçulmana. O blogueiro foi levado ao tribunal em Shah Alam, na semana passada, e o juiz aceitou a alegação de seu advogado de que a detenção era ilegal. Kamaruddin ainda enfrenta outro processo: ele é acusado de sedição, por ter ligado o vice-primeiro-ministro Najib Razak ao assassinato da modelo mongol Altantuya Shaariibuu, em 2006. Razak nega a acusação. Pelo menos 61 pessoas, a maioria militantes muçulmanos e ativistas hindus, são mantidas presas sob o Ato de Segurança. Críticos afirmam que a lei é usada com freqüência para silenciar críticos ao governo. Informações da Reuters [7/11/08].

Governo proíbe revista no Irã

Autoridades iranianas baniram a revista Sharvand-e Emrooz (algo como ‘Cidadão de Hoje’) por ter ido além dos temas que deveria cobrir. O vice-ministro da Cultura, Alireza Malekian, afirmou que a publicação foi proibida de funcionar por uma ‘discrepância’ entre conteúdo e ‘domínio declarado’. Ele disse ainda que os editores ignoraram alertas anteriores. A revista tem licença para cobrir temas culturais, sociais, econômicos e esportivos. No entanto, muitos dos artigos tinham cunho político. O sistema judiciário do Irã, controlado por membros conservadores, já fechou mais de 100 jornais desde 2000. Informações da AP [6/11/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem