Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > GEÓRGIA

Canal do governo acusado de fazer provocação à Rússia

29/01/2010 na edição 574

Líderes da oposição política na Geórgia acusam o Pervy Kavkazsky, canal de TV do governo, de atuar como uma ‘máquina de propaganda’ que irá detonar ‘o sentimento anti-Geórgia na Rússia e provocar retaliações’. Transmitido em russo, o canal exibe, entre seus programas, um talk show apresentado pela viúva do líder rebelde checheno Dzhokhar Dudayev. ‘Este canal é uma ferramenta para provocar a Rússia’, diz Zurab Noghaideli, ex-primeiro-ministro que agora lidera o partido de oposição. ‘Não há necessidade de dar à Russia razão para retaliação’.


O polêmico canal foi lançado um ano e meio após a Rússia ter derrotado o Exército da Geórgia, treinado pelos EUA, na guerra pela posse da região da Ossétia do Sul. Ao fim do conflito, a Rússia reconheceu a região e outra área rebelde, a Abecássia, como países soberanos. Noghaideli pediu por uma maior cooperação com a Rússia, incluindo um acordo entre seu partido, Movimento para Uma Géorgia Mais Justa, e o Rússia Unida, partido do primeiro-ministro Vladimir Putin. ‘Quase todos os partidos de oposição na Geórgia concordam que nós devemos reconstruir laços positivos com a Rússia. Algumas das pessoas próximas ao presidente Mikheil Saakashvli podem também concordar, mas não podem dizer isto abertamente porque têm medo dele. Não podemos continuar a provocar a Rússia’.


Zurab Dvali, chefe de produção do canal, que começou suas transmissões online no início de janeiro, nega que ele seja destinado a provocar a Rússia. ‘Quem diz isto não deve estar assistindo bem à nossa emissora. Eu deixaria o meu cargo se isto fosse verdade’, afirma. Giorgi Khaindrava, ex-membro do governo e hoje líder da oposição, diz que o canal ‘pode aprofundar sentimentos anti-Geórgia na Rússia’ e até mesmo provocar uma resposta armada. ‘Putin pode declará-lo como uma ameaça terrorista e usar de força para fechá-lo’, alertou. Informações de Helena Bedwell [Bloomberg, 28/1/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem