Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > SRI LANKA

Candidato da oposição promete liberdade de imprensa

08/01/2010 na edição 571

O ex-general do Sri Lanka Sarath Fonseka prometeu maior liberdade de imprensa e uma batalha contra a corrupção no país caso vença as eleições presidenciais, marcadas para o dia 26/1. Se eleito, Fonseka, principal rival do presidente Mahinda Rajapakse, irá eliminar o conselho de imprensa, fundado para fechar organizações de mídia, e criar um ato de liberdade da informação. Nos últimos quatro anos, dezenas de jornalistas e profissionais de mídia foram mortos e diversos foram presos por criticar o governo.


Segundo suas promessas, em seis meses ele irá reverter o país a uma democracia parlamentar. ‘Irei abolir a presidência executiva, o conselho de imprensa e substituí-lo com um ato de liberdade da informação’, afirmou. O próprio Fonseka, no entanto, foi acusado de orquestrar ataques contra jornalistas quando era general, liderando a bem-sucedida ofensiva aos rebeldes Tigres Tâmeis. Rajapakse, por sua vez, prometeu aumentar o salário dos professores e pensões, além de diminuir os juros de empréstimos agrícolas. O presidente havia pedido a antecipação das eleições para poder capitalizar a vitória contra os Tigres Tâmeis, após três décadas de conflito. Informações da AFP [7/1/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem