Terça-feira, 19 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > EDWARD SNOWDEN

Capa da ‘Wired’, ex-técnico faz novas revelações sobre a NSA

Por lgarcia em 15/08/2014 na edição 811

Tradução: Fernanda Lizardo, edição de Leticia Nunes. Com informações de Jack Mirkinson [“Wired's Edward Snowden Cover Shows Him Holding The American Flag”, The Huffington Post, 13/8/14], Jody Serrano [“Edward Snowden divulges more NSA secrets”, Politico, 13/8/14] e Lily Hay Newman [“Snowden: NSA, Not Assad Regime, to Blame for Two-Day Syrian Internet Outage”, Slate, 13/8/14]

Edward Snowden está na capa da edição de setembro de 2014 da revista Wired, na qual posa de maneira provocativa, aninhado a uma bandeira dos Estados Unidos. Recentemente, o ex-funcionário da NSA acusado de traição pelo governo americano conseguiu autorização para permanecer na Rússia por mais três anos.

Scott Dadich, editor da Wired, disse que Snowden hesitou antes de posar com a bandeira. “Ele temia que posar com a bandeira pudesse irritar as pessoas, mas disse que o gesto significava muito, pois amava seu país”, afirmou ao Huffington Post.

A capa incitou polêmica nas redes sociais. O blogueiro americano Oliver Willis – que conta com mais de 21 mil seguidores no Twitter – chegou a dizer que Snowden “deveria ter posado abraçado a uma bandeira russa ou até mesmo a Putin em pessoa”.

 

Mais revelações sobre espionagem

Em entrevista ao repórter James Bamford, Snowden fez mais revelações sobre os procedimentos da NSA. Ele contou sobre a existência de um programa intitulado “MonsterMind”, que retalia ataques cibernéticos estrangeiros sem a necessidade de qualquer ação humana. Disse ainda que o citado programa poderia ser o maior invasor de privacidade já conhecido.

O ex-técnico também revelou que, em novembro de 2012, a elite de hackers da NSA derrubou acidentalmente um provedor de internet sírio ao tentar instalar um malware de vigilância no país, interrompendo assim toda a conectividade local.

De acordo com Snowden, a situação causou pânico no governo americano, que precisou correr para resolver o incidente remotamente e encobrir seus rastros antes que o governo sírio descobrisse o acesso a seu sistema. Por sorte, os sírios estavam tão concentrados em reativar sua internet que não perceberam a origem do problema. À época, especulou-se que o regime de Bashar al-Assad estivesse por trás do apagão.

Não ficou claro, no entanto, se Snowden apresentou documentos à Wired para comprovar suas alegações.

A NSA não comentou as novas declarações de seu ex-funcionário.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem