Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

MONITOR DA IMPRENSA > ÍNDIA

Cartum provoca mal-estar com governo australiano

12/01/2010 na edição 572

Depois dos cartuns do profeta Maomé na Dinamarca, mais um desenho causa polêmica. Desta vez, o jornal indiano Mail Today publicou um cartum associando a polícia da Austrália à Ku Klux Klan, por conta das investigações sobre o assassinato de um jovem indiano, Nitin Garg, em Melbourne, no Estado de Victoria. O governo australiano criticou a imagem. ‘Qualquer sugestão deste tipo é profundamente ofensiva; os policiais envolvidos e eu condenamos o comentário’, afirmou a vice-premiê Julia Gillard. Para Greg Davies, secretário da Associação de Policiais de Victoria, onde Garg foi morto, sugerir que a polícia não estava investigando o crime foi ofensivo.

O assassinato de Garg agravou ainda mais as tensões existentes há mais de um ano por conta de uma série de ataques contra indianos em Victoria. A mídia da Índia acusa a polícia australiana de não fazer o suficiente para proteger estudantes estrangeiros que abastecem a lucrativa indústria educacional do país, que rende US$ 15,4 bilhões ao ano. Já as autoridades australianas insistem que não há indícios de que Garg, morto a facadas no abdômen quando ia para o trabalho em um restaurante, no começo de dezembro, tenha sido vítima de um crime instigado por ódio racial.

Presença significativa

O incidente levou a Índia a emitir um alerta de viagem a estudantes na Austrália e ameaça as ligações diplomáticas entre os dois países. Gautam Gupta, porta-voz da Federação de Estudantes Indianos na Austrália, pediu à polícia para fornecer estatísticas sobre o número de crimes cometidos por e contra indianos e se criminosos foram presos e julgados em casos anteriores contra indianos. ‘O silêncio dos fatos e números não irá ajudar a situação’, afirmou ele, acrescentando que a resposta do governo australiano para o último assassinato foi vista como ‘meramente diplomática e um exercício de relações públicas e controle de danos de imagem’.

No ano passado, a polícia afirmou que quase 1,5 mil pessoas de origem indiana foram vítimas de crimes como assaltos e furtos em Victoria de junho de 2008 a julho de 2009 – um aumento de mais de mil comparado ao ano anterior. Existem atualmente quase 120 mil estudantes indianos na Austrália, representando 19% das matrículas estrangeiras em universidades. Informações da AFP [8/1/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem