Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

ENTRE ASPAS >

Casa Branca abole encenação de fotos

17/05/2011 na edição 642

A Casa Branca anunciou na semana passada que colocará fim à longa prática de ter presidentes encenando para fotógrafos depois de grandes discursos exibidos em rede nacional, noticia David Bauder [AP, 12/5/11]. A iniciativa foi motivada após vir à tona a informação de que a foto publicada na imprensa que mostra o presidente americano Barack Obama anunciando a morte de Osama bin Laden foi encenada. ‘Concluímos que este tipo de procedimento é uma má ideia’, afirmou o porta-voz de Obama, Josh Earnest, reforçando que a administração está aberta para trabalhar com uma nova prática.

Obama entrou na Sala Leste, no dia 1º/5, e fez o discurso – exibido ao vivo – para uma câmera de TV. Depois saiu, os fotógrafos foram chamados, ele voltou e posicionou-se em frente ao pódio, fingindo discursar. Mesmo com a AP e outras organizações de mídia terem informado nas legendas que a fotografia foi tirada após o presidente ter feito o discurso, muitos que viram podem ter acreditado que se tratava do registro de Obama fazendo o anúncio ao vivo na TV – o que levantou questões sobre o fato de a mídia estar encenando o evento. Um dos fotógrafos presentes na ocasião, Jason Reed, da Reuters, chegou a escrever sobre a encenação em seu blog.

Prática de longa data

A Casa Branca alega que presença de muitos fotógrafos no momento da transmissão pode fazer barulho e ser uma distração para o presidente. ‘Um fotógrafo pode deixar cair algo e o presidente reagir a isto, o que ficaria horrível na TV’, explicou Mills. Uma ideia sugerida seria o uso de espelhos, para que fotógafos possam realizar o registro sem estar na visão do presidente.

Veteranos de Washington lembram que o presidente Harry Truman repetia os discursos feitos no rádio para fotógrafos. Doug Mills, fotógrafo do New York Times que estava na Sala Leste no dia 1º/5, disse ter visto todos os presidentes desde Ronald Reagan encenar para as lentes de fotógrafos de jornais e agências, que sabem que esta é a foto que ilustrará os discursos televisionados, feitos sem audiência.

O fotógrafo oficial da Casa Branca, Pete Souza, tirou fotos de Obama discursando ao vivo, mas os veículos costumam preferir tirar suas fotos do que publicar as de divulgação ou as reproduções de TV, consideradas de pouca qualidade. Don Winslow, editor da revista News Photographer para a Associação Nacional de Fotojornalistas, lembra que a Casa Branca chegou a oferecer um acordo para discursos em rede nacional, com um fotógrafo escolhido para distribuir a foto para os colegas – o que foi recusado pelas organizações.

A AP revelou na legenda da foto de Pablo Martinez Monsivais que o presidente leu o discurso para fotógrafos tirarem fotos. Ainda assim, uma pesquisa do Poynter Institute mostrou que de 30% a 40% das capas de jornais que usaram a foto do discurso deram a entender de que se tratava do registro da transmissão ao vivo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem