Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > BATE-BOCA

Chávez faz piada com frase de rei espanhol

14/11/2007 na edição 459

Hugo Chávez anda fazendo graça com o pito que tomou do rei da Espanha, Juan Carlos, no encerramento da Cúpula Ibero-Americana, no Chile, no fim de semana. Na ocasião, o presidente da Venezuela discutia com o primeiro-ministro espanhol, José Luiz Rodriguez Zapatero, quando o rei se irritou e disse que Chávez se calasse.


A controvérsia foi mostrada por TVs de todo o mundo e gerou debates e manchetes em jornais, ofuscando a discussão, na Venezuela, sobre o referendo de 2/12 para expandir os poderes do presidente. Esta não foi a primeira vez que Chávez protagonizou momentos que deram o que falar em cúpulas; nas Nações Unidas, no ano passado, ele chamou o presidente americano, George W. Bush, de ‘demônio’.


Brincadeira


Desta vez, o presidente teimou em chamar o ex-premiê espanhol José Maria Aznar de fascista e em interromper Zapatero, que tentava debater com ele. Foi aí que o rei perdeu a paciência. Nesta terça-feira (13/11), Chávez mostrou que, ao menos, tem senso de humor, fazendo piada com o mal-estar diplomático.


Diante da indagação de um repórter da Reuters sobre as mudanças constitucionais que propõe, ele falou, rindo: ‘Você fez quatro perguntas aí. Muita coisa. Quer saber? Por que não se cala?’. O presidente lembrou ainda que muitos venezuelanos passaram a usar a frase do rei espanhol como toque de celular. Com informações de Fabian Andres Cambero, Saul Hudson e Eric Beech [Reuters, 13/11/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem