Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > CARNE DE GATO

Chef italiano é suspenso de programa de TV

18/02/2010 na edição 577

Uma iguaria preparada com carne de gato rendeu uma suspensão ao chef-apresentador italiano Beppe Bigazzi, que chocou os telespectadores da emissora estatal RAI ao dizer, em seu programa de culinária, que já saboreou diversas vezes cozido de felino – segundo ele, uma delícia gastronômica da região da Toscana. Bigazzi, de 77 anos, defendeu seu gosto quando a co-apresentadora Elisa Isoardi mostrou-se surpresa com a declaração. ‘As pessoas não comem coelhos, galinhas e pombos?’, disse.


Ele deu, ainda, dicas de como comer os bichanos: preparar a carne três dias antes para ficar macia e cozinhá-la em uma caçarola. Logo depois de dar a ‘receita’, o próprio chef comentou que receberia críticas. ‘Mas por que eles não defendem os coelhos?’, disparou, referindo-se aos defensores dos direitos dos animais. Como previsto, diversas entidades e autoridades criticaram sua atitude. Dois dias após a infeliz receita, o vídeo postado no YouTube já tinha recebido mais de 55 mil hits e mais de 800 comentários. ‘Os gatos são animais de estimação protegidos por lei, em especial no que se refere à crueldade, mau tratamento e abandono’, observou a vice-ministra da Saúde, Francesca Martini. ‘A divulgação de receita de gato por Bigazzi fere o sentimento – felizmente, cada vez mais positivo – dos cidadãos em relação aos animais’, ressaltou. O diretor do canal, Mauro Mazza, lamentou a decisão de suspender o apresentador, mas admitiu ser algo inevitável. Na Itália, é proibido o consumo de carne de gato.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem