Domingo, 17 de Novembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1063
Menu

ENTRE ASPAS >

Chefe da Amazon se desculpa por trapalhada

24/07/2009 na edição 547

Após a Amazon.com ter sido duramente criticada por apagar cópias eletrônicas dos livros de George Orwell de consumidores do Kindle, o executivo-chefe da loja virtual, Jeffrey Bezos, publicou uma declaração em um fórum online desculpando-se por como a companhia lidou com a situação.


O Kindle é um livro eletrônico. O consumidor compra o apetrecho – que custa de 300 a 500 dólares, dependendo do modelo – e pode adquirir os ‘livros’ pelo site da Amazon. Obras recém lançadas custam cerca de 10 dólares, mas é possível encontrar edições de Anna Karenina, por exemplo, por 1 dólar. O problema é que a Amazon descobriu que havia vendido, por um erro, edições sem autorização dos livros de Orwell. A solução encontrada pela empresa foi simplesmente apagar as obras dos aparelhinhos. Ou seja: você, leitor, comprou 1984, por exemplo, e de repente o conteúdo do livro some do seu Kindle. Ninguém ficou muito feliz com a história.


‘Este é um pedido de desculpas pelo modo como lidamos com cópias de 1984 e outros romances vendidos ilegalmente para o Kindle. Nossa ‘solução’ para o problema foi estúpida, impensada e completamente fora de nossos princípios. Merecemos as críticas que recebemos. Iremos usar a cicatriz deste terrível erro para nos ajudar a tomar decisões melhores daqui em diante; decisões que se adequem a nossa missão’, escreveu Bezos. Informações de Vindu Goel [Blog Bits, do New York Times, 23/7/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem