Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DO LEITOR > DISCURSO CORTADO

China censura trecho sobre comunismo

21/01/2009 na edição 521

A mídia chinesa se esforçou para censurar o discurso de Barack Obama na cerimônia da posse, na terça-feira (20/1). O governo de Pequim costuma levar dias para se posicionar oficialmente sobre questões mundiais, mas esta técnica foi deixada de lado pela vontade de mostrar ao mundo sua tendência de abertura ao transmitir a posse de Obama ao vivo na TV estatal. Para tanto, foram necessários alguns ajustes.


A emissora China Central Television (CCTV) simplesmente cortou partes do discurso em que o novo presidente americano falava sobre o comunismo e o fascismo como duas forças contra as quais os EUA tiveram que lutar. Logo após o tradutor simultâneo dizer a palavra ‘comunismo’, Obama podia ser visto falando, mas o som ficou mudo. A transmissão foi para o estúdio, onde um âncora passou a fazer perguntas a um analista sobre a economia americana.


Os principais sítios de notícias chineses publicaram o discurso, mas, nas versões traduzidas, o Sina.com – maior portal do país – e outras páginas omitiram um parágrafo que analistas acreditam ter sido direcionado à China. Nele, Obama afirma: ‘Para aqueles que se agarram ao poder por meio de corrupção e fraude, saibam que estão do lado errado da História; mas nós estenderemos a mão se vocês estiverem dispostos a cooperar’. Informações de Kathrin Hille e Tim Johnston [Financial Times, 21/1/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem