Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > JORNALISMO & ÉTICA

CNN demite editora por plágio em série

Por lgarcia em 16/05/2014 na edição 798

Tradução e edição: Leticia Nunes. Informações de Erik Wemple [“CNN fires news editor Marie-Louise Gumuchian for plagiarism”, The Washington Post, 16/5/14] 

A rede de TV americana CNN anunciou a demissão de uma editora por plágio. Em nota divulgada nesta sexta-feira [16/5], três editores afirmam que foram encontrados trechos plagiados em pelo menos 50 histórias publicadas no site da rede.

“Confiança, integridade e o simples crédito onde é necessário estão entre os princípios do jornalismo que prezamos, e sentimos muito por termos publicado conteúdo que não refletia estes padrões essenciais”, dizia a mensagem anunciando a demissão de Marie-Louise Gumuchian.

Segundo os editores, os trechos plagiados encontrados nos artigos foram removidos e, em alguns casos, eles eram tão extensos que o artigo inteiro precisou ser apagado. Marie-Louise Gumuchian trabalhava na sucursal de Londres da CNN, onde cobria notícias internacionais principalmente sobre a África, Europa e Oriente Médio.

Verificação de rotina

De acordo com o jornalista Erik Wemple em seu blog sobre mídia no site do Washington Post, uma fonte da CNN afirmou que foram encontrados, nos 50 textos, 128 exemplos de plágio. A maior parte do material, segundo esta fonte, teria vindo da agência de notícias Reuters – onde Marie-Louise trabalhou por nove anos. Ela estava há apenas seis meses na rede de TV.

O curioso é que a CNN não recebeu reclamações sobre plágio; o caso foi descoberto na semana passada durante uma verificação rotineira de edição. Um revisor achou que tinha algo estranho em um trecho de um texto de Marie-Louise em que ele trabalhava, e colou o trecho no Google. Para sua surpresa, a busca trouxe como resultado a mesma passagem em um artigo da Reuters. O caso levantou um alerta na CNN, e outros artigos foram examinados com um software para descobrir plágio.

Com mais trechos plagiados, a rede resolveu avaliar todo o material produzido pela editora e notificou a Reuters. A agência declarou que nunca suspeitou de plágio por parte de Marie-Louise, mas anunciou que irá revisar o conteúdo produzido por ela. 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem