Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > GERALD BOYD

Colúmbia adota estudos de casos de jornalismo

03/02/2004 na edição 262

A Escola de Jornalismo da Universidade de Colúmbia está introduzindo a técnica de estudo de caso, desenvolvida por Harvard para áreas como direito e administração, em seu currículo. O método consiste em submeter os estudantes a simulações de situações reais da profissão.

A tarefa de montar esse treinamento ficou a cargo do recém-contratado professor Gerald Boyd, que em junho deixou a função de editor-administrativo do New York Times, após o escândalo envolvendo o repórter-plagiador Jayson Blair. Que ele tem experiência com problemas jornalísticos ninguém questiona, mas há alguns novos colegas na universidade que não demonstram muita satisfação com sua contratação. ‘A escola, na minha opinião, é baseada em ética. O debate em torno de Blair envolveu ética e não sei exatamente qual foi a conexão de Boyd com o caso’, reclama a professora associada Sandy Padwe. No entanto, há outros professores empolgados com o novo membro da faculdade. ‘Ele encarou algumas das mais complexas e difíceis decisões que a profissão de jornalista oferece e traz, por causa disso, observações de valor à sua tarefa’, observa o reitor acadêmico David Klatell.

Além de montar os casos que os alunos estudarão, Boyd escreverá um livro sobre as dificuldades a serem enfrentadas pelos jornalistas daqui em diante. Segundo The Columbia Spectator [29/1/04], a obra deve estar pronta em 2005.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem