Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > NOVAS MÍDIAS

Congresso americano entra no YouTube

20/01/2009 na edição 521

O Congresso americano lançou canais oficiais no YouTube, permitindo a disponibilização de vídeos por membros da Câmara e do Senado. Os novos canais darão aos internautas a chance de expressar suas opiniões e ficar por dentro do que acontece no Congresso.

Espera-se que os canais obtenham o mesmo sucesso que o presidente eleito Barack Obama teve ao usar a rede para interagir com o público durante a campanha eleitoral. Para Aaron Ferstman, porta-voz do YouTube, a internet facilita a comunicação entre o público e os políticos. A democrata Nancy Pelosi, presidente da Câmara, concorda. ‘Americanos, agora mais do que nunca, vão à rede para ter acesso a notícias’, opina ela, que foi a primeira da Câmara a usar o YouTube, em maio de 2006.

Até agora, poucos membros postaram vídeos. Há exceções. O democrata Charles Rangel, presidente da Comissão de Meios e Arbítrios da Câmara, divulgou, por exemplo, uma entrevista sua com o apresentador da ABC George Stephanopolus. Já o republicano John Boehner colocou quase 100 vídeos, incluindo um que apresenta o canal. ‘Meus colegas e eu somos fãs do YouTube’, explica.

Para facilitar o acordo com o YouTube, a Câmara e o Senado ajustaram suas regras internas para permitir que seus membros postassem material de terceiros nos canais. A Câmara determina que um aviso seja exibido quando o internauta é direcionado a páginas que não são do sítio oficial, alertando que nenhum membro ou a Câmara é responsável por conteúdo de outros sítios. Informações de Jim Abrams [AP, 13/1/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem