Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Congresso em São Paulo, em maio

31/03/2009 na edição 531

O Teatro da Universidade Católica de São Paulo (Tuca) será o palco para o 1º Congresso de Jornalismo Cultural que acontece em São Paulo, entre os dias 4 e 8 de maio.


O Congresso irá reunir em um só evento, pela primeira vez, renomados acadêmicos e jornalistas que irão refletir e debater o pensamento contemporâneo, as várias identidades culturais e o caminho percorrido pelo jornalismo cultural no Brasil.


A abertura, no dia 4 de maio, contará com a presença do ministro interino do Ministério da Cultura, Alfredo Manevy. Também no dia 4, o diretor do jornal El País, escritor e jornalista Juan Cruz Ruiz, ministra palestra sobre o jornalismo cultural na Europa.


A programação inclui também uma grade de palestras com temas pertinentes aos diversos segmentos da cultura, como crítica musical, literatura, cinema, televisão, internet, teatro e ciências humanas. (programação abaixo).


Além disso, os painéis irão abordar e discutir as perspectivas futuras desta especialidade jornalística, o debate entre discurso literário e discurso jornalístico, o desenvolvimento da linguagem, pauta, edição e a formação do jornalista cultural no Brasil.


Paralelamente, inúmeras manifestações artísticas e culturais acontecerão durante os cinco dias do evento, no local.


Programação


Confira a programação completa:


Dia 04


11h00 – O que é cultura e como ela pode nos salvar da barbárie


Com:


Marilena Chauí – professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (a confirmar).


Franklin Leopoldo e Silva – professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.


14h30 – A cultura e as políticas públicas


Com:


Alfredo Manevy – Ministro interino do Ministério da Cultura


15h30 – O jornalismo cultural na Europa


Com:


Juan Cruz – diretor-adjunto de redação do jornal espanhol El País


17h00 – A pauta das ciências humanas na universidade e na mídia


A distância que existe entre as questões que a universidade entende como importantes – autores, debates e produção – e as questões que a mídia considera importantes. A falta de diálogo entre a academia e a imprensa tem conseqüências nocivas à sociedade. A universidade está disposta a participar do espaço público de discussão? O jornalista está preparado para esse diálogo?


Com:


Olgaria Matos – professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP


Carlos Graieb – editor executivo da revista Veja


Marcos Flaminio – editor do caderno ‘Mais!’ do jornal Folha de S.Paulo


Vladimir Safatle – professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP


Dia 5


10h – A cultura é fundamental na formação do homem


Quais são os meios de acesso? Qual é a importância do jornalismo na difusão da cultura?


Com:


Marcia Tiburi – filósofa, escritora, professora da Universidade Mackenzie e colunista da revista Cult


Danilo Miranda – filósofo e diretor regional do Sesc


Hubert Alquéres – presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo


Francisco Bosco – escritor, jornalista e colunista da revista Cult


13h30 – Cultura, imperialismo e globalização


Os mecanismos de dominação tecnológica.


Com:


José Arbex Junior – professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e editor especial da revista Caros Amigos


Marco Aurélio Weissheimer – editor da Agência Carta Maior – Porto Alegre


Ruy Braga – professor do departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo e diretor do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da USP (Cenedic)


Roberto Nascimento – secretário de Incentivo e Fomento à Cultura do Ministério da Cultura


16h00 – Televisão


Os códigos unificadores da televisão contaminam o modo de ver dos cidadãos? A televisão é apenas um aglomerado de produtos descartáveis destinados ao entretenimento de massa?


Qual a real importância da televisão para a crítica da cultura no Brasil?


Com:


Gioconda Bordon – coordenadora do Núcleo de Rádio da Fundação Padre Anchieta


Eugênio Bucci – professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e colunista do jornal O Estado de S. Paulo


Gabriel Priolli – coordenador de Conteúdo e Qualidade da TV Cultura


Marcelo Marthe – crítico de televisão da revista Veja


Dia 6


10h00 – Literatura


A crítica literária


Os veículos renunciaram a tarefa de avalistas da produção literária?


Qual é, na atualidade, o papel do crítico?


Com:


Adriano Schwartz – escritor e professor da Universidade de São Paulo


Cristóvão Tezza – escritor, entre outros, do livro O filho eterno


Jerônimo Teixeira – crítico de literatura da revista Veja


Manuel da Costa Pinto – editor e apresentador da TV Cultura e colunista do jornal Folha de S.Paulo


13h30 – Teatro


O espaço dedicado ao teatro nos jornais


A produção contemporânea e a crítica


Com:


Beth Néspoli – crítica de teatro do jornal O Estado de S. Paulo


Cibele Forjaz – professora da USP e diretora de teatro, dirigiu, entre outros, Rainha[(s)] – Duas Atrizes em Busca de um Coração, e Vemvai – O Caminho dos Mortos


Welington Andrade – professor e vice-diretor da Faculdade Cásper Líbero


16h00 – Música


A crítica musical – os critérios e a linguagem – a indústria e os artistas realizadores de uma obra


Com:


Arthur Dapieve – escritor, autor, entre outros, do livro De cada amor tu herdarás só o cinismo e Guia de rock em CD, colunista do jornal O Globo e professor da PUC/RJ


Lobão – músico e compositor


Pedro Alexandre Sanches – escritor e subeditor de cultura da CartaCapital


Sérgio Martins – crítico de música da revista Veja


Dia 07


10h – Cinema


A criação e a crítica


Fazer cinema e escrever sobre cinema


Com:


Isabela Boscov – crítica de cinema da revista Veja


Bráulio Mantovani – roteirista de cinema, autor, entre outros, do roteiro de Cidade de Deus


Luiz Zanin – crítico de cinema e editor de cultura do jornal O Estado de S. Paulo


Sergio Rizzo – professor da Fundação Armando Álvares Penteado, da Universidade Mackenzie e crítico de cinema do jornal Folha de S.Paulo


13h30 – Artes plásticas


A arte e a crítica


Com:


Ana Maria da Silva Araújo Tavares – artista plástica e professora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo


Fábio Cypriano – de artes plásticas do jornal Folha de S.Paulo e professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo


Paulo Pasta – artista plástico e professor da Fundação Armando Álvares Penteado


16h00 – Reportagem e edição


A cobertura cultural nos veículos de circulação nacional. Qual é o objetivo da pauta? Como os jornalistas enfrentam a diversidade cultural? Qual é o papel do editor?


Com:


Claudia Laitano – editora executiva de cultura do jornal Zero Hora


Artur Xexéo – editor do ‘Segundo Caderno’ do jornal O Globo


Marcos Augusto Gonçalves – editor do caderno ‘Ilustrada’ do jornal Folha de S.Paulo


Robinson Borges – editor de cultura do jornal Valor Econômico


18h – Aula-show


Com Arthur Nestrovski e José Miguel Wisnik


Dia 8 – Fórum


10h às 12h30


– O que é a formação acadêmica em jornalismo


– Como preparar para o mercado sem esquecer de estimular a crítica e a reflexão


– Como não reproduzir os mecanismos viciados da grande imprensa


– Formação universitária para quê?


Discussão com a participação de alguns dos responsáveis pelas principais faculdades de jornalismo do país.


Professores:


Cida Golin – professora no Departamento de Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Fabico-UFRGS). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo Cultural. Atua principalmente nos seguintes temas: mídia e sistema artístico-cultural, jornalismo cultural, editoração, linguagem radiofônica, rádio e espaço urbano, história cultural da literatura, história cultural.


Carlos Costa – professor de História da Comunicação e Jornalismo em Revistas na Cásper Libero, onde também exerce a função de coordenador do curso de Jornalismo. É editor das revistas Diálogos&Debates, da Escola Paulista da Magistratura, e de Getulio, do FGVlaw.


Hamilton Octavio de Souza – professor da PUC-SP, editor da revista Sem Terra e diretor da Apropuc.


José Luiz Proença – professor da Universidade de São Paulo e Sócio da Sociedade Brasileira de Pesquisadores Em Jornalismo. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo e Editoração. Atuando principalmente nos seguintes temas: Imprensa, jornal diário, sensacionalismo.


Nivaldo Ferraz – coordenador do curso de Jornalismo da Universidade Anhembi Morumbi e jornalista da Fundação Padre Anchieta.


Rodolfo Carlos Martino – professor da Universidade Metodista, onde responde pela coordenação do curso de Jornalismo, desde 2005.


O 1º Congresso de Jornalismo Cultural conta com o apoio de importantes Universidades – PUC/SP; ECA-USP; Metodista; Mackenzie Anhembi e Morumbi; Cásper Líbero; Unesp de BAURU; PUC/RS; Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Veículos da imprensa nacional e entidades representativas, como Sindicato dos Jornalistas de SP; ABI (Associação Brasileira de Imprensa); Embaixada da Espanha; Imprensa Oficial do Estado de SP E Sesc SP são apoiadores do Congresso.


Para inscrições, clique aqui.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem