Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > TELEVISÃO

Corinthians fecha com a Globo

23/03/2011 na edição 634


Folha de S. Paulo, 23/3


Martín Fernandez e Nelson Barros Neto


Corinthians diz que está com a Globo


O Corinthians anunciou ontem que fechou contrato com a Globo para transmissão de seus jogos no Brasileiro entre 2012 e 2015.


O clube paulista une-se a Grêmio, Cruzeiro, Goiás, Vitória e Coritiba, que também já confirmaram acordos individuais com a emissora, para todas as mídias (TV aberta, fechada, internet e celular).


O time gaúcho foi o primeiro a acertar e o único a revelar o valor do contrato: R$ 47 milhões por temporada.


Já são seis, portanto, as agremiações que anunciaram que fecharam contratos sem a intermediação do Clube dos 13, entidade que tem negociado em nome de 20 dos clubes do país os direitos de transmissão do Brasileiro.


Na licitação pelos direitos de TV aberta promovida pelo C13 para os campeonatos de 2012 a 2014, a Rede TV!, única a apresentar proposta, venceu. O valor: R$ 1,548 bilhão.


O número de compromissados com a Globo deve aumentar. O Bahia, um dos líderes da ‘resistência’ do C13, ao lado de Atlético-MG e São Paulo, deve debandar.


‘Diria que o acerto está na marca do pênalti e falta o presidente Marcelo [Guimarães Filho, do Bahia] tocar para o gol. Já estamos fechados com dez clubes e até quarta-feira [hoje] confirmaremos mais cinco’, disse o diretor da Globo Marcelo Campos Pinto à rádio baiana Itapoan FM.


À Folha Guimarães Filho negou estar mudando de posição. Disse, porém, que seu clube ‘não pode ficar para trás’. ‘A proposta [da Globo] é realmente boa’, declarou.


Caso clubes assinem contratos com emissoras diferentes, as partidas entre esses times só poderão ser transmitidas se houver um acordo entre as TVs.


Por enquanto, só há contratos com a Globo. Após o Corinthians tornar público seu acordo, a Record soltou nota para criticar o clube.


A emissora divulgou ter oferecido R$ 100 milhões/ano ao Corinthians, apenas para a exibição em TV aberta. A mesma quantia, afirma, foi oferecida ao Flamengo.


E criticou a ‘confidencialidade’ citada pelo clube paulista. Em 12 de março, o presidente Andres Sanchez disse que diria valores quando fechasse com alguma empresa.


Segundo a reportagem apurou, o total do contrato do Corinthians, por todas as mídias, chega a quase R$ 115 milhões por temporada.


 


 



Folha de S. Paulo, 23/3


Uefa negocia em bloco direitos de TV de seleções europeias


Em seu novo mandato na Uefa, entidade que rege o futebol europeu, o presidente Michel Platini negociará em conjunto os direitos de TV das seleções do continente para partidas da Eurocopa e das eliminatórias da Copa.


Por aclamação, o dirigente francês foi reeleito ontem para dirigir a entidade até 2015.


Um dos seus projetos é aumentar a importância das partidas das seleções em relação às dos clubes, o que explica a negociação unificada dos direitos de transmissão.


‘Continuo muito surpreso por ter ouvido dois jogadores dizer que preferem ganhar a Copa das Campeões do que a Copa do Mundo’, declarou Platini, que ainda ressaltou que nunca pensaria dessa forma enquanto jogava.


‘Temos que fazer algo. Isso não é bom para o futebol’, acrescentou o francês.


O dirigente obteve a assinatura de 53 federações em um acordo para dar à Uefa a prerrogativa de negociar os direitos de TV para a Eurocopa-2016 e as eliminatórias da Copa do Mundo-2018.


Seu objetivo é que países menores tenham mais oportunidades de se desenvolver.


Outra medida é aumentar o número de seleções na Euro, que deve saltar de 16 para 24. ‘Temos bastante qualidade para isso’, falou Platini.


O fortalecimento das seleções também serve para minimizar o peso dos clubes mais ricos, objetivo central de Platini em seu primeiro mandato. O dirigente disse que se manterá forte na fiscalização das finanças desses times e que quer a exclusão de equipes endividadas.


A reeleição por aclamação de Platini para dirigir a Uefa o fortalece para concorrer à presidência da Fifa em 2015.


‘Nos veremos em três anos e lhe direi’, declarou o ex-jogador depois de ser questionado por um jornalista sobre sua futura candidatura para comandar a entidade que governa o futebol mundial.


 


 


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem