Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Cristãos protestam contra musical

11/01/2005 na edição 311

Cristãos britânicos queimaram suas licenças de televisão, na semana passada, em protesto à exibição, na BBC, de um musical considerado profano. O premiado Jerry Springer — The Opera apresenta confissões de um pedófilo, coreografias que simbolizam a Ku Klux Klan e discussões entre Jesus e o Diabo, com o uso de palavrões. Composto por Richard Thomas e Stewart Lee, o musical é baseado em talk-shows americanos e aborda temas que vão de prostituição a bissexualismo.

Mike Collett-White [Reuters, 7/1/05] informou que o Ofcom, órgão britânico independente regulador de mídia, recebeu sete mil queixas até agora. Antes disso, o maior número de queixas recebido pelo Ofcom era de 1.600, em 1995, quando o público protestou contra a exibição do filme A última tentação de Cristo. O pastor Michael Reid, que organizou a manifestação pacífica na semana passada, afirmou que o programa era ‘sujo’ e ofensivo aos cristãos. Ele disse que a BBC, que é financiada pelas taxas pagas pelo público, não se arriscaria a ofender religiões minoritárias, como o islamismo ou o budismo.

O protesto, que se tornou capa nos tablóides britânicos, veio menos de um mês depois que centenas de sikhs apedrejaram um teatro em Birmingham e forçaram o fim da apresentação de uma peça sobre abuso sexual num templo sikh.

Um porta-voz da BBC afirmou que a emissora não planeja tirar o programa do ar, apesar de ter recebido cerca de 30 mil e-mails, cartas e ligações com críticas a ele.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem