Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > KUWAIT

Críticas ao premiê rendem multas a jornais

11/03/2010 na edição 580

Uma corte do Kuwait impôs multas ao jornalista Mohammad Abdulqader al-Jassem, a dois deputados e a três jornais por conta de declarações consideradas ofensivas ao premiê e a sua família, noticia a AFP [10/3/10]. ‘Estas determinações nos deixam muito preocupados com o futuro da liberdade de expressão e de imprensa no país’, afirmou a organização Repórteres Sem Fronteiras. ‘Tudo isso vai de encontro ao desejo declarado das autoridades do Kuwait para adotar ideais democráticos no Golfo’.


O repórter foi condenado a pagar valor equivalente a R$ 18,5 mil por alegar que a mídia próxima ao primeiro-ministro vem incitando tensões entre xiitas e sunitas. O jornal Alam Al-Youm, que publicou o artigo em agosto do ano passado, recebeu a mesma multa. Já os deputados Mohammad Hayef e Marzouk al-Ghanem tiveram que pagar o mesmo valor, cada, por darem declarações consideradas ofensivas à família do premiê. Dois jornais que publicaram declarações semelhantes tiveram a mesma pena. Os réus ainda podem recorrer dos veredictos na corte de apelações.


Em novembro, al-Jassem foi detido por 10 dias ao se recusar a pagar fiança após passar por interrogatório em uma ação aberta pelo primeiro-ministro, que acusava-o de calúnia. Um mês antes, a mesma corte multou os deputados Waleed al-Tabatabai e Hassan Jowhar, após condená-los por difamar autoridades, inclusive o premiê.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem