Domingo, 08 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1066
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Diário interrompe impressão por morte de Kennedy

26/08/2009 na edição 552

O diário americano Boston Globe literalmente parou as máquinas na madrugada de terça-feira [25/8] para incluir a notícia da morte do senador Edward Kennedy em sua primeira página. O anúncio da morte do político, que sofria de câncer no cérebro, foi feito por volta de 1h25, no horário local, quando as duas primeiras edições do jornal já haviam sido impressas e enviadas. O editor Martin Baron foi acordado com a notícia e ordenou que parassem de rodar a terceira edição, para modificá-la.


‘A equipe da noite fez um ótimo trabalho’, elogiou Baron na manhã de quarta [26/8]. A edição incluiu uma ‘versão curta’ do obituário de Kennedy, com cerca de 3.100 palavras. O texto havia sido escrito há pelo menos oito anos, mas foi atualizado por diversas vezes nos últimos meses e semanas. Uma versão mais longa sobre a história do senador seria publicada em uma seção especial de 12 páginas na edição de quinta-feira [27/8].


Segundo o editor, 186 mil exemplares do Globe foram impressos com a notícia da morte de Kennedy. A circulação diária do jornal é de 302 mil. Na capa, foi colocada a manchete ‘Kennedy morto aos 77’.


Maior senador


O senador democrata de Massachusetts passou mal em maio do ano passado e recebeu um diagnóstico, dias depois, de tumor maligno no cérebro. Irmão mais novo do presidente John Kennedy e do senador Robert Kennedy, ambos assassinados na década de 1960, Ted, como era chamado, dedicou meio século de sua vida à política americana. Em declaração, o presidente Barack Obama destacou que ‘chega ao fim um importante capítulo de nossa história’. ‘Nosso país perdeu um grande líder, que pegou o bastão de seus irmãos e se tornou o maior senador dos EUA em nossa época’, completou o presidente.


A família Kennedy também perdeu, há duas semanas, Eunice Kennedy Shriver, irmã de Ted e sogra do governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger. Eunice, que morreu aos 88 anos, foi a criadora das Olimpíadas Especiais, voltadas para portadores de deficiências mentais. Informações de Joe Strupp [Editor & Publisher, 26/8/09] e de John M. Broder [The New York Times, 26/8/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem