Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > CONTEÚDO NA REDE

Diários americanos participam de novo projeto do Google

10/12/2009 na edição 567

O Google juntou-se aos jornais New York Times e Washington Post em um novo projeto, o Living Stories (Histórias vivas, tradução livre), na mais recente tentativa de ajudar a indústria jornalística a lidar com a migração de leitores para o meio online. O serviço está disponível na seção ‘labs’ do site do Google e tem o objetivo de facilitar o acesso de leitores a matérias constantemente atualizadas dos dois diários. Dentre os tópicos desta semana estavam a reforma do sistema de saúde e o aquecimento global.


Segundo Josh Cohen, gerente de produtos do Google e coordenador do projeto, os dois jornais não estão sendo pagos para expor seu conteúdo e não há planos imediatos de vender anúncios publicitários na página. Ainda assim, o Google acredita que o Living Stories irá ajudar os jornais a se adaptar às mudanças que estão fazendo com que milhões de pessoas busquem informações na internet. Isto é um grande problema porque a maior parte dos diários obtém lucros a partir de anúncios que aparecem em suas páginas impressas.


Na medida em que a publicidade no impresso vem caindo, algumas editoras passaram a criticar o Google por usar, sem pagar, conteúdo dos jornais em seu serviço de buscas de notícias. Um dos críticos mais ferrenhos é o magnata de mídia Rupert Murdoch, dono da News Corporation, que já chegou até a ameaçar bloquear o Google do índex de busca das publicações de sua editora. Já o New York Times vê o Google como um aliado. ‘Temos uma relação significativa e de sucesso com o Google’, diz Martin Nisenholtz, que coordena as operações online do diário. Informações da Editor&Publisher [9/12/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem