Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

MONITOR DA IMPRENSA > TELETIPO

Downie fala na TV sobre erros do Post

24/08/2004 na edição 291

O editor-executivo do Washington Post, Leonard Downie Jr., admitiu mais uma vez ter cometido erros na cobertura do jornal durante o período pré-guerra do Iraque. Em entrevista ao programa The NewsHour with Jim Lehrer, na semana passada, Downie declarou que seu maior erro foi não colocar mais matérias céticas na primeira página. Segundo Greg Mitchell [Editor & Publisher, 18/8/04], Downie falou em termos mais amplos do que havia dito no artigo de Howard Kurtz sobre o assunto, publicado no Post. Ele contestou a declaração da repórter Karen DeYoung, que, no artigo de Kurtz, teria acusado o jornal de ser ‘porta-voz daqueles que estão no poder’. O editor-executivo afirmou que o Post não é obrigado a reportar exatamente o que o presidente diz, mas que tem a obrigação de apurar a veracidade do que é dito. O jornalista declarou também que, se não foram publicadas mais matérias que contestassem os argumentos da guerra na primeira página, existiam boas razões para tal. Segundo ele, isso não tem nada a ver ‘com pressão externa ou medo de confrontar o então popular presidente’.



Andrew Gilligan fala do caso Kelly em festival

O ex-repórter da BBC Andrew Gilligan foi convidado a falar sobre sua história no Festival Internacional de Televisão de Edinburgh, na Escócia, no final do mês. Gilligan provocou a demissão do presidente e do diretor-geral da rede pública britânica após insinuar em matéria de rádio, sem consultar seus superiores, que o governo britânico havia exagerado um relatório sobre o arsenal de armas de destruição em massa de Saddam Hussein para justificar a aliança com os EUA na invasão do Iraque. O juiz Lorde Hutton, designado para avaliar o caso, considerou a direção da BBC culpada por não controlar apropriadamente seus processos internos. O cientista David Kelly, que se descobriu ser a fonte das informações que levaram o jornalista a fazer a acusação no ar, se suicidou pouco tempo depois. A relação entre a BBC e o governo ficou estremecida de uma forma sem precedentes. As informações são do Hollywood Reporter [20/8/04].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem