Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > DIREITOS NA REDE

Economist perde disputa por nome de sítio

29/02/2008 na edição 474

A revista britânica The Economist tentou, sem sucesso, obter os direitos do domínio do sítio TheEconomist, registrado em 1996 por Jason Rose, proprietário da empresa de serviços de internet TE Internet Services. O sítio da revista acabou registrado apenas como Economist. No pedido à Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO, sigla em inglês), a publicação alegou que o nome TheEconomist é idêntico ao de sua marca e que o indivíduo que fez o registro não tem ‘interesses legítimos’.


O sítio TheEconomist traz um tributo ao ex-presidente do Federal Reserve, Alan Greenspan, mas seu conteúdo não é atualizado desde 2002. Rose, segundo a WIPO, negou saber da existência da revista quando registrou o sítio. A Economist teria tomado conhecimento do sítio em 2001 e entrou em contato com Rose para negociar a transferência de direitos. Ele não teria respondido ao contato e a revista não tomou nenhuma ação até agosto do ano passado, quando, através de um intermediário, tentou comprar os direitos por US$ 500. Rose teria negado a oferta.


De acordo com as regras da WIPO, os direitos de um domínio só podem ser transferidos se a parte reclamante puder provar que o nome é idêntico à marca ou serviço pelo qual tem direito, se o proprietário não tem direitos ou interesses legítimos no nome e se o nome for registrado e usado de má-fé. Na decisão, a WIPO concluiu que, embora a revista fosse ‘cética’ ao fato de Rose usar o domínio de má-fé, ela não conseguiu comprovar a alegação. A Economist ainda pode entrar com uma ação judicial para tentar ganhar os direitos. Informações de Jason Fell [FolioMag.com, 25/2/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem