Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

MONITOR DA IMPRENSA > VIOLÊNCIA NA SÍRIA

Bomba destrói escritório de TV estatal em Damasco

07/08/2012 na edição 706
Tradução e edição: Leticia Nunes

Uma bomba destruiu o terceiro andar do edifício que abriga o canal de TV estatal da Síria, em Damasco. O ataque, na segunda-feira (6/8), deixou pelo menos três feridos, e a emissora não chegou a sair do ar. No mesmo dia, o primeiro-ministro sírio, Riyad Hijab, há menos de dois meses no cargo, teria desertado e fugido para a Jordânia. A TV estatal noticiou, no entanto, que Hijab foi, na verdade, demitido. O vice-primeiro-ministro, Omar Ghalawanji, assumiu o posto.

O escritório do ministro da Informação, Omran al-Zoabi, funciona no mesmo edifício, mas não foi atingido pela bomba. “Nós sabemos quem está por trás deste ato covarde, desesperado e deplorável”, afirmou o ministro, acusando um movimento de oposição que teria protagonizado outros ataques na capital nos últimos meses. “Nada vai interromper a voz da Síria”, completou.

A violência é rotina na Síria desde o início do conflito civil, em março de 2011 – calcula-se que o número de mortes chegue a 20 mil. No domingo (5/8), pelo menos 131 pessoas foram mortas no país – 79 civis, 42 soldados do regime e 10 rebeldes. Informações da AFP e da Ria Novosti [6/8/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem