Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

CADERNO DO LEITOR >

Em busca de poder ilimitado, presidente censura oposição

14/07/2009 na edição 546

O Comitê para a Proteção dos Jornalistas, com sede em Nova York, fez um apelo ao presidente do Níger, Mamadou Tandja, para que encerre a censura a matérias jornalísticas sobre a oposição política do país. Tandja tem sido muito criticado por tentar permanecer no poder após o fim de seu mandato.

Em uma carta ao presidente, o Comitê afirma ter ficado ‘alarmado pelas crescentes restrições de seu governo sobre a imprensa privada’. Assinada pelo diretor-executivo da organização, Joel Simon, a mensagem se refere à censura de artigos sobre a oposição pública aos planos de Tandja para a implantação de uma emenda constitucional que eliminaria o limite para o mandato presidencial. A carta pedia ainda que o político permita que os jornalistas do país possam fazer seu trabalho em um ‘momento crítico para a história do Níger’.

Na semana passada, um decreto presidencial concedeu à agência nacional que regula os veículos de comunicação ‘poderes de censura’ sobre qualquer informação que ‘ameace a segurança ou a ordem pública’. Tandja pretende governar o país pela terceira vez depois que seu segundo mandato de cinco anos chegar ao fim, em dezembro. O presidente planeja um referendo para o início de agosto onde a constituição poderia ser modificada para permitir que ele ‘detenha poder total’ até 2012 e possa concorrer a quantos mandatos quiser. Informações da AFP [11/7/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem